terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Anthony E. Zuiker - Entrevista para o CSI Files!

Anthony E. Zuiker tem a  reputação como um gênio criativo, e  tem sido estabelecida graças ao seu trabalho na franquia mais assistida na história da  televisão CSI: Crime Scene Investigation , CSI: Miami e CSI: New York , e com o seu novo acordo em ABC, seu currículo está prestes a se tornar ainda mais impressionante. Uma das mais inovadoras no movimento para introduzir novas plataformas para o entretenimento de consumo, Zuiker está trabalhando duro para criar projetos inovadores para o seu novo empreendimento no Google, enquanto trabalhava ao mesmo tempo sobre o desenvolvimento da televisão no ABC. O produtor executivo discute o seu futuro desenvolvimento de ardósia e o futuro da franquia  CSI  com a CSI Files.


CSI Files : É um novo ano, novos projetos. Como é 2012 parece tão longe para Dare to Pass?
Anthony E. Zuiker : É de grande procura. Estamos muito animado para estar no ABC e trabalhando em nosso desenvolvimento para o ano, e também Chameleon . Estamos fora de um grande começo. Eu não posso acreditar que é quase fevereiro.

CSI Files : O que está em desenvolvimento no ABC que você pode falar?
Zuiker : Estou escrevendo o roteiro de Chameleon . É basicamente um show secreto de uma agente feminina que faz diferentes trocas de roupa para derrubar o cara mau, então eu estou escrevendo que, como nós falamos. Temos outros shows eu não consigo entrar para a próxima temporada que estamos desenvolvendo. Temos uma lista de cinco a sete projetos para a próxima temporada que estamos apenas começando a entrar agora.

CSI Files : Seu livro de memórias do Sr. CSI foi para fora por alguns meses. Que tipo de feedback que você está recebendo?
Zuiker : Um feedback muito bom. Acho que as pessoas estão felizes em ler um autostory ao tipo de ter alguma perspectiva de uma pessoa por trás de um show. É uma história de pano-à-riquezas humanas e uma história real que eu acho que as pessoas possam se relacionar. Estou muito orgulhoso dos esforços e estou muito orgulhoso do que ser deixado para trás para as pessoas a ler e apreciar. Muitas pessoas me perguntam: "Como você faz o que eu fiz?" E eu acho que a grande metáfora sobre o livro é uma ótima ideia e um pouco de sorte pode se transformar em algo fantástico. Todo mundo pode ter a mesma oportunidade que eu tive.

CSI Files : A maneira como você entrou no negócio é uma história bastante interessante e você tocar nele no livro. Você acha que é mais difícil entrar na indústria do entretenimento hoje do que era em 2000? Que conselho você daria para aqueles que tentam quebrar agora?
Zuiker : Eu não acho que seja necessariamente mais difícil, eu só acho que é diferente. O conselho que eu tenho para os jovens ou quem quer entrar no negócio é que tudo se resume a princípios fundamentais mesma: talento, perseverança, trabalho em rede, sorte e oportunidade. Eu acho que essas são as cinco coisas que importa se você é um produtor ou um diretor ou escritor. A grande coisa sobre ser um escritor é que é relativamente barato para escrever um pedaço de propriedade intelectual que pode ser comprado em torno da cidade. Hollywood é um animal que precisa de ser alimentada em termos de material e enquanto este for o caso, todo mundo tem um bilhete para jogá-lo.



CSI Files : Seu fundo é, por escrito, mas você também dirigiu os dois primeiros parcelas do  de série Level 26. Você está planejando se envolvendo mais em dirigir?
Zuiker : Claro. Principalmente eu sou um escritor, por isso temos muito trabalho a fazer nessa área. Eventualmente, como as coisas se abrem, eu acho que vou dirigir mais. Eu gosto disso. Mas o meu foco principal agora é realmente escrito.

CSI Files : A última parcela do  da  série Level 26  saiu no mês passado. O conceito digi-novel foi um sucesso, mas há qualquer coisa que você mudaria sobre a próxima série?
Zuiker : Eu acho que nós provavelmente esforços putforth mais para se certificar de que a versão  do livro superou o último. Acredito que Dark Prophecy muito bonito é um modelo para o futuro da publicação. Se fizéssemos mais livros, gostaríamos de fazer essa progressivamente melhor e melhor. Eu não tenho certeza que há algo que possamos fazer muito mais no lado romance; tentar escrever o melhor romance que você pode e direta os melhores vídeos que você pode. É no espaço de aplicativo que as coisas ficam muito interessantes. Gostaríamos de se concentrar mais em garantir que mantivemos topping-nos no espaço.

CSI Files : Não há um app para o escuro Revelations -você está pensando em desenvolver um?
Zuiker : Não neste momento. Nós realmente colocar todos os nossos esforços no interior Dark Prophecy . Se fizermos embarcar em um novo empreendimento para a digi-romance, provavelmente vamos bater o corredor à terra e fazer um para o lançamento do livro.

CSI Files : Seu BlackBoxTV nova empresa estará fazendo o seu caminho para o YouTube ainda este ano. O que os gêneros que você está procurando para resolver?
Zuiker : Estamos fazendo horror, thriller, e Sci-Fi. Estamos muito animado. Quando começamos a embarcar em um novo nível de narrativa sob a égide do Google e YouTube, eles nos permitem fazer mais conteúdo original como uma empresa e se envolver no espaço interativo. É muito emocionante e poderia levar ao que o futuro está em nossos negócios.

CSI Files: Existe talento reservado para qualquer um dos projetos que você pode revelar?
Zuiker : Eu vou te dizer que temos uma lista de talentos que estamos prestes a fechar. Estamos definitivamente sair para alto nível de talento daqui para frente.

CSI Files : Eu quero seguir  um pouco mais para CSI, agora . Como você acha que a franquia está fazendo? É parecido com um da série pode estar em sua última temporada?
Zuiker : Eu não penso assim, acho que a franquia nunca foi tão forte. Eu sinto que todos os shows estão tendo anos banner. Ted Danson [DB Russell] tem feito um trabalho notável para pisar em CSI e estamos ansiosos para Elisabeth Shue [Julie Finlay] daqui para frente. O episódio da noite passada foi fantástica e eu sinto como se ter este tipo de poder ficar na Temporada Doze, dez  e oito para os três shows é notável. Este poderia ser, sem dúvida, uma das nossas estações mais forte franquia ainda.

CSI Files: Discutiu fazer outro projeto com Marg Helgenberger (Catherine Willows)?
Zuiker : Eu não falei com ela pessoalmente sobre isso. Quero dizer, obviamente, ela é alguém que sempre manter na ponta de nossas línguas, por isso, se ela está disposta a fazer outra coisa para a televisão, ele definitivamente tem meu interesse.

CSI FilesI : Você esteve envolvido em todos com a escalação de Elisabeth Shue?
Zuiker : Nós conversamos sobre isso. Eu acho que é uma escolha fenomenal. Elisabeth Shue é uma atriz muito especial. Eu sou fã, obviamente, de Cocktail e Despedida em Las Vegas . Ela é muito seletiva no que ela escolhe para fazer. Ela é alguém que eu acho que é difícil de obter para a televisão, mas ser capaz de dizer "sim" a esta franquia e trabalhar junto Ted Danson é algo que eu estou ansioso para assistir. Para mim não há melhor escolha do que Elisabeth Shue. Eu só acho que ela é aquele tipo de atriz especial.

CSI Files: Na Temporada Nove o show passou por várias transições também: William Petersen (Gil Grissom) , Laurence Fishburne (Ray Langston) e Lauren Lee Smith (Riley Adams) ; você acha que o show vai abordar as mudanças mais suave do que aconteceu há alguns anos atrás?
Zuiker : Olha, a coisa é o tecido de um programa de TV mudou. Às vezes a mudança é abrupta e às vezes a mudança é lento, mas acho que a maneira como as coisas lançou este ano é a forma adequada para instalá-lo. Nós introduzimos Ted Danson e ele tinha cerca de dez a quinze episódios em seu cinto antes que introduziu a saída de Marg Helgenberger e da facilidade de Elisabeth Shue. Acho que o público é tolerante de mudança quando entender por que há uma mudança. Os escritores têm feito um grande trabalho de certificar-se personagem-sábio, faz sentido porque personagens estão saindo e juntando o show. Como você pode ver a partir de Ted Danson que nunca perdeu uma batida, e vai ser da mesma forma com Elisabeth Shue. Marg Helgenberger nunca pode ser substituída ou esquecida, e acreditamos que Elisabeth Shue pode ajudar a evoluir o show.
Fonte: CSI Files
Tem twitter, então siga Anthony E. Zuiker no Twitter: @Zuiker

CSI - "Felonious Monk"

Hoje na Record, às 21:15, tem:
CSI - "O monge perverso" (2X17)

Grissom investiga a morte de quatro monges budistas que foram mortos à queima roupa enquanto rezavam em seu templo. Durante a investigação, a equipe suspeita que o assassino possa ser alguém que trabalha no templo. Enquanto isso, com as novas técnicas para examinar evidências de DNA, Catherine decide investigar novamente o caso do assassinato de sua melhor amiga - um crime que foi escondido por anos. O homem acusado de cometer o crime alega ser inocente pouco tempo antes de morrer.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Dana Delany fala na cerimônia de Marg - Vídeo


Dana Delany : " I punched Marg Helgenberger"

Fonte : AllAboutMarg & créditos a : http://www.ontheredcarpet.com

Jorja faz seu discurso na cerimônia de Marg! - Vídeo


Jorja fazendo seu discurso *-*
Fonte : AllAboutMarg & créditos a : http://www.ontheredcarpet.com

Marg - recebe sua estrela! | Vídeo


Marg recebendo sua estrela s2'

Fonte : AllAboutMarg & créditos a : http://www.ontheredcarpet.com

Novos vídeos de Marg na "Walk The Fame"

Confira 4 novos vídeos de Marg em sua cerimônia de pose de sua estrela na "Walk The Fame". ( vou postar em posts separados, porque não consegui postar tudo junto =S / ¬¬' )
O momento emocionante de quando ela faz seu discurso.


Fonte : AllAboutMarg & créditos a : http://www.ontheredcarpet.com

Hoje tem GSR! - "Since I met You"

Histórico GSR de :
"Primum Non Nocere" (2x16)

Aí os roteiristas querem matar a gente do coração!! BOP seguido por PNN... GSR até dizer chega!!
Em Primum Non Nocere, observamos uma leve mudança em Grissom! O conselho de Cath serviu mesmo pra dar uma balançada no nosso Geek!

Ainda existe uma certa "estranheza" qdo eles sentam juntos na arquibancada:

Sara :(sarcástica) Vc simplesmente não gosta de esportes.
Grissom : Eu gosto de baseball.
Sara : Baseball. Faz sentido! Toda aquela estatística...
Grissom : É um belo esporte...
Sara : Desde qdo vc se importa com beleza?
Grissom : Desde que eu te conheci!
O queixo da Sara cai! Ela olha pro Griss com cara de: "O que foi isso?" Grissom fica se fazendo de desentendido, como se não tivesse falado nada de mais:
Grissom: Vamos começar pelas traves opostas e trabalhar em direção ao centro...
Aí, finalmente ele olha pra ela! Esperando uma resposta... "Claro"
Grissom se levanta pra começar a trabalhar, e Sara permanece sentada, PERPLEXA!!!

O repentino comentário de Grissom sugere que ele tem sentimentos além de profissionais com relação a Sara! Certamente, deixou a Sara bem mais alegrinha no restante do episódio:

Grissom: Eu fico imaginando o que seria o "Segredo de Victoria"? (se referindo, obviamente ao Victoria's Secret!! Lost in translation... heheh)
Sara: Beleza, Grissom! Lembra?


Depois, ela solta essa:
Sara: Com todo o sexo que esse pessoal tem tido, talvez eu tb comece a jogar hockey...
Sara certamente se vingou do "Since I met you...", deixando o nosso querido geek igualmente de queixo caído!!

Depois disso teve o "Diga adeus ao Greg", o que muita gente sugere ter sido um recado do Grissom ao Greg, do tipo: "não se meta com a minha mulher"!

E teve tb a cena (que eu adoro!) em que a jogadora tá falando de seus momentos íntimos com a vítima:
- We were... ahhnn... how can I say?
Grissom : Doing it?
O Grissom falou com uma naturalidade tão impagável, que até a Sara se espantou! heheh...

Anyway, um dos episódios mais marcantes no Histórico GSR!! Muitooooo bom!! *-*

CSI - "Primum Non Nocere"

Hoje na Record , às 21:15,tem:
CSI - "Congelados" 2X16

Quando Terry Rivers corre em grande velocidade em direção ao goleiro do time adversário, eles iniciam um briga e Terry é cercado por vários jogadores. Após os jogadores serem separados, Terry é encontrado morto... com um profundo corte em sua nuca. Grissom, Catherine e Sara são chamados para investigar o caso. Do outro lado da cidade, Warrick e Nick investigam a morte de um saxofonista de um cassino, aparentemente ligado a drogas. Enquanto trabalha no caso, Warrick fica atraído por uma jovem cantora que trabalhava com o músico que morreu.

domingo, 29 de janeiro de 2012

Sweet Sacrifice - Capítulo dois

- Acho que temos um suspeito - falou Nick
- Ok, vou buscá-lo para interrogatório. - falou Brass, se virando e deixando os três.
- O que vocês acham? - perguntou Nick, quebrando o silêncio.
- Não acho...que  seja ele que a tenha matado. - falou Sara 
- E o que te leva a pensar assim?
- Ele devia ama-lá....para deixar transparecer seus sentimentos.
- Hummm....talvez, e você Grissom?
- Não posso julgá-lo por enquanto...não há nada que o incrimine.- e lançando um último olhar a Sara, que passou despercebido por Nick, disse- vamos levar o que temos para análise.

 ...
- Grissom! - Catherine o chamou no corredor.
Ele se aproximou.

- Sim?
- Sabe o caso no qual  eu , Warrick e Greg estamos trabalhando?
- Claro, um homem encontrado morto.
- é...bem eu acho que ele pode estar ligado a sadomasoquismo. Olha- disse entregando algumas fotos a ele.
- Parece de fato.
- Não temos muitas informações sobre isso...e eu sei que você conhece alguém que poderia nos ajudar.
-  Lady Heather. 
- Exatamente!
-Ok, eu vou ver o que posso fazer por você. 
- Obrigada!
 E então seu bipe tocou, era um chamado do capitão Jim Brass.
- Nick! - chamou Grissom, que avistou ele conversando com Greg. 
- Brass o achou? - perguntou
- Sim...vamos!?
                                                                                     ...
- Você não vem? - perguntou Nick a porta do interrogatório.

- Não, quero observar.
- Ok, então.
--

- Robert Lewis, você poderia nos dizer até que ponto você conhecia Dakotta Walker? - perguntou Brass
- Como assim? - perguntou o homem. Ele tinha por volta de 45 anos, porém era bem atraente, tinha cabelos negros, corpo atlético e parecia muito atordoado. - olha ela era uma excelente funcionária, ela...eu sinto muito  que ela tenha...tenha...
- Morrido? - completou Brass
  Robert fez uma careta ao ouvir a palavra, parecia desesperado.
- Senhor Lewis, o que queremos saber é se o senhor tinha algum relacionamento, que não seria profissional, com Dakotta? - perguntou Nick.
 Os olhos dele se estreitaram, tinha que contar, era tanta dor em seu peito que não conseguia mais suportar.
- Ela era um jovem muito bonita sabe... também muito inteligente...era diferente de qualquer outra mulher que eu tenha conhecido na vida, - seus olhos encheram de lágrimas - a início, tentei evitar ...mas então não consegui  mais aguentar ficar longe dela...ela me disse que estava apaixonada por mim, nós amávamos! - lágrimas começavam a escorrer em seu rosto. - e agora...e agora ela se ...foi. O que vai ser de mim? não suporto ideia de viver sem ela! - sua voz transparecia sua dor e desespero.
- Senhor...- falou Nick timidamente - o senhor tem alguma ideia a quem faria isso?
- Não...ela era uma pessoa maravilhosa...não tinha inimigos - ele fez uma pausa longa e como se pensasse em algo agora começou a dizer a si mesmo - não...não...não pode ser!
- O que? - perguntou Nick
- Eu tinha inimigos!
  Brass e Nick se entreolharam.
- Mas...como? Ninguém sabia do nosso relacionamento! - disse a si mesmo, e olhando para Nick disse- Por favor, por favor faça o que for necessário para levar essa pessoa a justiça!!
   Grissom observava o interrogatório, atrás do vidro, que impedia o suspeito de vê-lo.
...

 Muitas vezes como perito, Grissom recebia ameças de morte, mas agora era diferente, ele tinha a ela...e se assim como no caso, alguém se vingasse dele usando Sara... sentiu muito medo, só de pensar, não suportaria se aquilo acontecesse a ele. Não podia deixar que aquilo o acontecesse, então tomou  um decisão, a mais difícil e dolorosa que já havia tomado na vida.
 ...
Quando chegou em casa, se dirigiu até o quarto, onde uma linda mulher estava sentada em sua cama, lendo Moby Dick.
- É....humm...Sara - chamou ele timidamente - podemos conversar? - sua voz soava tensa e ele entrelaçava os dedos, sinal de que não seria uma conversa confortável.
- Claro - respondeu ela fechando o livro e o pondo de lado, notando o comportamento de Grissom perguntou - querido...você está bem?
    Ignorando a pergunta de Sara, e pensando que seria mais fácil dizer de uma vez, disse:
- Sara...acho...acho...que nós devemos...acabar com isso - sua voz soava embargada - acho...que devemos...terminar.
   As palavras de Grissom pegaram Sara de surpresa, foi como se tivesse levado um tiro no coração, mas sem dúvida, doeu muitas mais como tal.
- Por quê? - foi as únicas palavras que conseguiu pronunciar, sentiu seus olhos se encherem de lágrimas.
- Bem...eu ...acho que vai ser melhor...vai ser mais...seguro ....a você.
- Seguro? ....Gil, você não está pensando no caso refletindo em nossa vida? Está? - perguntou desconcertada.
- Acredite...não é fácil pra mim....mais vai ser melhor assim.
- Melhor assim? - sentiu lágrimas escorrem  em seus rosto - então vai ser assim? é essa a sua decisão?
- É...sinto muito. - seu coração parecia estar sendo esmagado, havia feito chorar a mulher que mais amava, havia a  machucado...sentiu uma onda de raiva de si mesmo, invadi-lo .
    Sara saiu do quarto, não suportava mais olhar para os olhos de Grissom, pegou as chaves do carro e correu para ele, dirigiu, dirigiu sem pensar onde estava indo, só queria sumir...então parou em um parquinho infantil, dirigiu-se até uma balancinho onde se sentou, e chorou, chorou...não conseguia fazer com que as lágrimas ou a dor em seu coração cessassem.

...


Grissom  queria tirar a dor de seu peito, tirar Sara de sua mente, então dirigiu até a casa de uma pessoa a quem ele admirava, e sua presença sempre ajudava nas horas mais tempestuosos e confusas.
- Heather!? - chamou ele na soleira da porta.
- Grissom... - respondeu ela, desviando seu olhar para o homem a sua frente- entre.
- Me desculpe, apareci aqui sem avisar...e já é tarde - desculpou-se ele.
- Tudo bem, você sabe que é sempre bem vindo aqui. - disse ela a um meio sorriso que ele a retribuiu. - Mas e o que te traz aqui?
- Bem preciso  que me ajude com seus conhecimentos, Catherine está trabalhando em um caso , no qual suspeitamos se tratar de sadomasoquismo, - disse ele entregando algumas fotos a ela - e achei que você poderia nos ajudar.
- Humm...interessante - disse ela observando atentamente as fotos - é tem razão isso é de fato sadomasoquismo. - e desviando o olhar das fotos parar Grissom, perguntou - mas e você Gil?
- Eu o que? - perguntou ele temendo o rumo da conversa.
- Não me parece muito bem ... muitos pensamentos confusos na cabeça?
- Eu estou bem. - mentiu ele, esboçando um sorriso amarelo.
  Lady Heather o encarou.
- Sabe que não precisa mentir pra mim, se não quer me contar o que te atormenta Gil.
 Ele suspirou.
- Não quero falar sobre isto . - disse ele se levantando e se virando de costas a ela.
Ela também se levantou.
- Tudo bem...e tem mais algo que eu possa fazer por você?
 Ele pensou por um momento, não queria voltar para casa, não queria voltar para onde a lembrasse. Virou-se ficando de frente a Heather.
  Acariciou seu rosto.
- Você sempre pode dizer quando devo parar.
  Ela sorriu.
Grissom a puxou pela cintura, e a beijou. Heather retribuiu o beijo, e seus beijos foram ficando mais intensos e mais quentes, eles começaram a se dirigir para seu quarto, derrubando algumas coisas no caminho.
 ...

sábado, 28 de janeiro de 2012

Sweet Sacrifice - Capitúlo um

-Ual! - exclamou Greg, boquiaberto - isso que é uma cena de crime bizarra.
    De fato era mesmo, um quarto escuro, exceto por algumas velas pretas que iluminavam o local, e no centro havia o corpo de um homem, nu , preso pelos punhos  a grossas correntes; o local cheirava sangue, e um barulhinho e pinga-pinga quebrava o silêncio. Quando Warrick, Catherine e Greg se aproximaram do corpo, viram que havia muitas marcas, ferimentos, hematomas e o barulho de pinga-pinga, era na verdade o sangue de suas costas escorrendo.
- Alguém realmente estava com raiva - comentou Warrick e observando as costas no homem, chocado disse - isso não..é... não pode ser...ele foi..
-Chicoteado- completou Cath, fazendo uma ceno positivo.
- Ei pessoal olhem só essas coisas - chamou Greg, atrás deles.
    Em um aparador de modelo clássico, Greg havia abrido uma gaveta na qual os três CSI's contemplavam em silêncio, havia um monte de objetos estranhos, na realidade pareciam instrumentos... de tortura.
- Mas que tipo de lugar é esse? - falou uma voz ao fundo, assustando os três.
- David!- exclamou Catherine - ..quer nos matar do coração!
- Desculpa - disse ele com um sorrido amarelo - bem já posso levar o corpo?
- Ah claro...
- Espere, deixe eu fotografar, antes - disse Warrick..- pronto, agora pode levar.
 David despendurou o corpo com a ajuda de Warrick, embalou e o colocou na maca.
- Bem ...então até mais pessoal - disse ele saindo.
- Hey Greg...você pode levar esses instrumentos ai, enquanto eu e o Warrick processamos a cena.
- Ok...então vejo vocês depois.- E lá se foi ele, levando todos os instrumentos.
    Catherine e Warrick começaram a processar a cena de crime, eram tantos detalhes, que levaram um bom tempo, e o sol já ia nascendo e a claridade tomava conta do quarto.
- E então....como você está? quero dizer...depois do acontecido entre você e Tina? -perguntou Cath finalmente quebrando o silêncio.
- Aããh você sabe, separações nunca são fáceis, fiz bobagem casando com ela por impulso - ele deu um profundo suspiro, e olhou para ela, que o observava - e acho que não dei atenção ao que meu coração realmente queria me mostrar.
- E você acha que agora consegue enxergar isso? - perguntou ela pretensiosamente, se aproximando dele.
- Bem...acho que sim - disse ele virando-se de frente a ela - só espero que o que ele está me mostrando seja verdade.
- Talvez seja...você tem que se  arriscar as vezes, para descobrir as coisas.
- É talvez tenha razão - ele fez uma pausa longa, parecia estar pensando em algo, enquanto isso os olhos azuis de Catherine se fundiam aos olhos verdes vivos de Warrick - então talvez eu deva me arriscar um pouco agora - e se aproximando mais dela - o que acha...bem.. você quer sair comigo?
- Me pega amanhã às 21:00 hrs - disse ela, e dando lhe uma piscadela, virou-se pegou sua maleta - vou voltar pro laboratório, pro Hodges processar as evidências que encontrei, até mais . - e dizendo isso, saiu.
- Yeah! - exclamou Warrick a si mesmo.
...
  Enquanto isso longe dali, Grissom, Sara e Nick processavam outra cena, não era tão estranha quanto a outra, mas podia levar a uma história que mudaria as ações de Grissom.
  Uma moça, jovem e bonita jazia no chão frio de uma ruela escura de Las Vegas, com a garganta cortada e um olhar vazio.
- O que você acha? - perguntou Nick para Sara.
- Não sei...ela não era uma prostituta, olha as roupas dela, são caras e clássicas.
- E muito menos foi tentativa de assalto, a carteira está cheia.  Enquanto os dois ficavam ali, se perguntando o que uma moça como aquela estaria fazendo ali. Grissom se perguntava como ela fora parar lá.
- O nome dela é Dakotta  Walker , 26 anos , trabalha como secretária pessoal do gerente do cassino, The Venetian . - Dizia uma voz conhecida atrás dos três, se aproximando.
- Obrigada Jim - falou Grissom.
- E ainda tem uma coisa curiosa, quando fui até o trabalho dela e dei a notícia ao chefe dela...bem , digamos que ele reagiu de um modo ...diferente.
- Diferente como? - perguntou Nick
- Sabe se você tem apenas uma relação profissional com a pessoa, você se sentiria um pouco afetado, mas se a relação for pessoal...bem ai, você se mostraria realmente abalado.
- Espera ai...você está dizendo que o chefe e ela - disse Nick apontando a moça a suas costas - estavam tendo um caso?
- Bem é apenas um palpite, já q o cara ficou bem descontrolado...moça jovem, bonita, inteligente ...difícil de não se apaixonar não é mesmo. - comentou Brass
  Grissom ouviu os cometários, e transferiu seu olhar a mulher a sua frente, Sara que agora também o olhava profundamente.
 ...

Autora : Mylena 



Os personagens não me pertencem. Somente aqueles que não fazem parte da série são de minha autoria.
Fic original. Recuse plágios.

Final de Semana especial de Fic's!


Pois é galera, fique ligado aqui no Blog CSI Las Vegas, para ler as novas fic's que começam a partir desse Final de semana!

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Novas fotos dos bastidores de CSI!

Confira algumas que a CSI files acabou de disponibilizar,  do elenco e equipe de CSI: Crime Scene Investigation, logo abaixo:
        Essa foi o produtor Jerry Bruckheimer que compartilhou uma imagem de Marg Helgenberger  (Catherine Willows) em sua final cena de CSI, pelo seu  twitter. @BRUCKHEIMERJB

O diretor Jeffrey Hunt e diretor / produtor de linha Frank Waldeck compartilharam um monte de fotos do conjunto, incluindo  de Elisabeth Harnois (Morgan Brody), Wallace Langham (David Hodges), Jon Wellner (Henry Andrews) e Ted Danson (DB Russell), também via twitter:





ele twittou: "A vista da estrutura de estacionamento na Universal Studios
  onde estamos filmando agora"




Ele twiitou : "Eu e Elisabeth Haronis"

ele twittou: #CSI @ Huntvision preso no elevador


Ele twittou: "Eu e meu diretor de fotografia no set Crescenzo"

Ele twittou: Olhando por cima dos projetos conjuntos com o desenhista de
 produção Dan Novotny  para definir como nós dirigimos o texto.
Fonte: CSI Files

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Rachael Ray entrevista Marg!

Marg visitou o programa de  Rachael Ray para falar sobre por que ela está deixando a série de sucesso CSI, o que ela vai perder a maioria sobre interpretar o personagem de Catherine Willows, se ela está ou não a abertura de retornar para o show em algum momento no futuro, e sobre o que ela planeja fazer a seguir, incluindo uma possível visita a Buenos Aires na primavera!
Confira abaixo o vídeo da entrevista:

Marg visits Rachael Ray -- January 25, 2012 from AAM Vids on Vimeo.
Fonte: AllAboutMarg

GSR - Hoje em CSI! *-*

Histórico GSR - do episódio "Burden Of Proof" - (2x15)
Ótimo episódio, bem GSR!!! Toda a tensão existente entre eles desde Scuba, finalmente atingiu o ponto de ebulição!

Primeiro, POV forte! Sara vai conferir o experimento de Grissom, e fica indiscutivelmente/exageradamente próxima a ele (de novo!). Ao se sentir "posta de lado", entra em conflito com ele!
Quer ver qdo ele manda ela limpar aquele monte de carne podre! "I'm a vegetarian"
Ela fica achando que ele não tá nem aí pra ela, e resolve dar um basta! Assina o pedido de licença, o que deixa o Grissom put$ da vida!
"Isto é por causa daquele negócio da carne?"
SARA: "Como vc pode reduzir tudo a um simples comentário meu...Vc acha que o problema é só comigo?"
Engraçado é ver a cara de "quem não está entendendo nada" do Grissom! Putz, ele fica perplexo!!

Pra fechar a cena, o nosso querido "tapado" solta essa: "O LAB precisa de vc"... qdo a gente sabe que isso não é bem o que ela queria ouvir!! Mas, tudo bem! Ele queria que ela ficasse e tentou! Do jeito peculiar dele... Lab! A cara que a Sara faz ao ouvir isso "Right", deixa ele pensando... "What the hell?!" hehehe...

No final, Cath chega surpreendendo todo mundo ao dar conselhos ao Griss de não deixar a Sara ir embora!
"Vc está em negação? Wow, vc se queimou feio, hein?" 
Até hj me pergunto qual o sentido dessa frase... Honestamente, não creio que ela estivesse se referindo ao campo profissional!

E Griss, por sua vez, surpreende todo mundo ao ligar para uma floricultura e pedir, não flores, uma planta... "Ela gosta de vegetação" ..."Para Sara"!!

E quando o funcionário da floricultura pede pelo "sentimento"... Grissom fica todo abalado!! Ahhh, no cartão!!
"Põe... ahhnnn... ehhhen... De Grissom!"

heheheh... Totalmente Geek... Mas até que foi bunitinho! E serviu pra comprovar o GSR de vez! GSR existe, minha gente! Signed, sealed and delivered!!! heheheh...

" Widow Detective" - Pedido de Mendelsohn a CBS!


A CBS encomendou um novo drama a  CSI: Crime Scene Investigation , pela  Produtora Executiva Carol Mendelsohn , de acordo com o The Hollywood Reporter .
 Mendelsohn que possuí vários projetos em desenvolvimento com a CBS e Detective Widow, esse se torna o primeiro a ter sinal verde. Mendelsohn é definida como a produção executiva do projeto escrito por David Hubbard .
Fonte:CSI Files

CSI - "Burden of Proof"

Hoje na Record, às 21:15, tem:
CSI - "Ônus da prova"(2X15)

A equipe do CSI é chamada para investigar uma vítima que aparentemente foi baleada e seu corpo foi encontrado numa "fazenda de corpos", um centro de controle do meio-ambiente onde cientistas estudam a decomposição do corpo humano. Grissom descobre que a vítima aparentemente foi baleada até morrer, embora não tenha sido encontrado nenhuma bala no corpo. A investigação leva a equipe a residência da vítima, um fotógrafo, onde eles descobrem uma preocupante pista - uma foto de uma garota de 12 anos nua. A aparente e rotineira investigação de um homicídio toma o inesperado rumo de um perturbador caso de abuso infantil. Além disso, a liderança de Grissom é questionada por alguns membros de sua equipe.

Pra quem viu ontem, a Record na realidade passou o episódio "O Dedo" (2x14), mas na verdade ontem era para passar este...bem deixa-pra lá néah'

Elenco diz adeus a Marg Helgenberger!

Ontem a noite foi a estréia do último episódio da Marg, a posse de 12 anos com mais de 250 episódios em seu currículo, a atriz decidiu buscar outras oportunidades e é obrigada por mais sucesso, quer se trate de um show da Broadway ou retornar ao filme. Apesar de sua partida certamente irá trazer lágrimas aos platéia do show, o elenco e a equipe de CSI: Crime Scene Investigation estão olhando pelo lado positivo, refletindo de volta ao seu tempo no show com universalmente adorado atriz.
E Shane de CSI Files apanhou vários discursos do elenco do CSI.


Eu poderia ir sobre e sobre como a Marg, ela é poderosa, e como uma colega no set, e como uma  personificação de ambos protagonista e jogadora da equipe. No entanto, eu gostaria de compartilhar uma impressão da Marg que vem à minha mente toda vez que eu penso nela: a primeira vez que a vi sem maquiagem. Era 05h45, e ela tinha acabado de chegar no estúdio, o cabelo ainda molhado do chuveiro. Eu estava lá para falar sobre uma cena em que íamos trabalhar naquele dia, e interceptou-a no caminho para o trailer de cabelo e maquiagem. Por um momento, eu estava completamente jogado pela forma como ela é naturalmente bonita: pele perfeita, os olhos brilhando, sem sonolência - pronta para o dia e ansiosa por isso. Ela era - impressionante. E não é um truque de mágica da câmera. É a menina real.
Sempre eu escrevi para Catherine e Sam Braun, eu adorava assistir seu trabalho. Ela deu as tais cenas de profundidade - era uma relação de caráter complexo - e ela é realmente comprometida com eles. Eu nunca vou esquecer as filmagens de "Built to Kill" no local no Golden Nugget em Las Vegas. Catherine, furiosa com Sam, teve que marchar para cima e para confrontá-lo na frente dos jogadores slot. Seu confronto culminou com tapa de Sam em Catherine. Foi uma cena difícil, e em tomada após tomada, para espanto e deleite de onloookers turísticas, Marg deu tudo à cena. Foi muito gratificante para o escritor, e, eventualmente, a platéia.
                                        - David Rambo (escritor e produtor)


Marg faz muita falta aqui no CSI. Seu charme, beleza, talento e bondade nunca será esquecido. Eu amei trabalhar com ela e aprendi muito e espero que eu vou ter a chance de atuar com ela novamente em breve.
                                        - Jon Wellner (Henry Andrews)

Quando fui fazer a minha viagem de pesquisa em Las Vegas, eu assisti uma autópsia. O ME e o pessoal lá me disse que, de todos os convidados que tiveram, Marg foi o maior soldado. É dizer algo quando eu falo que eu não fiquei todo surpreso. Marg é praticamente imperturbável. Ela é ampla, no melhor sentido da palavra. Ela foi a primeira pessoa com quem trabalhei quando entrei para o elenco de CSI, e eu vou ser eternamente grato a ela para fazer a nova garota se sentir bem-vinda. Que mostram Catherine vai perder muito, o elenco e a equipe vai perder ainda mais. Desejo-lhe sorte enorme em seu futuro, sem dúvida, brilhante.
                                        - Liz Vassey (Wendy Simms)


Sou uma grande fã da Marg, e me sinto privilegiado por ter trabalhado com ela ... grande.
                                        - Louise Lombard (Sofia Curtis)


É difícil trabalhar com alguém por 12 anos e não perdê-la. Eu estava nervoso como o inferno, durante a primeira cena eu atirei com ela todos esses anos atrás. Ela é tão bonita fisicamente e levou-se como um profissional completo. Eu comecei com a cena de alguma forma, provavelmente porque eu não queria parecer um idiota na frente da Marg e Billy Petersen. Ao longo dos anos eu vim para realmente apreciar sua generosidade e talento. Ela é uma ótima mãe para seu filho Hugh e sempre foi solidária ao nosso elenco e equipe. Eu percebo a mudança é parte da vida (e TV) e apoio MH em todos os seus futuros empreendimentos. Ela vai provavelmente fazer filmes e uma peça ou duas e ela vai brilhar ... Ela é dura e centrada, quando ela tem que ser, muito carinhosa. Espero trabalhar com ela novamente e permanecer seu amigo para a vida.
                                        - Robert David Hall (Dr. Al Robbins)


O que eu vou perder mais sobre Marg é rir. É ousada, autêntica e muito contagiosa. Eu pretendo sair com ela, muitas vezes fora do set para conseguir meu reparo. Eu amo Marg, yeah!. Quem vai rir de minhas piadas agora??
                                        - Jorja Fox (Sara Sidle)


Meu primeiro episódio da série foi em 2003. Evidências invisíveis. Tive talvez duas linhas e Marg me fez sentir tão bem-vindo. Toda vez que eu tive o privilégio de trabalhar com ela, ela sempre foi incrivelmente gentil e divertida ... uma bela senhora, dentro e fora. Um ato da classe total.
                                        - Larry Sullivan (Akers Officer)


Marg Helgenberger é uma senhora muito interessante. Obviamente, bonita e talentosa. Ela sempre foi mais graciosa com aqueles de nós que apoiaram o show na nossa várias maneiras. Ela sempre teve tempo para falar comigo e minha senhora Dana.
Eu me lembro como se fosse ontem quando ela chegou ao necrotério para ver o nosso trabalho. Eu estava trabalhando em um dos piores, cheiros de corpos decompostos Eu já tinha visto em muito tempo e não parecem estar incomodando. Fiquei bastante impressionado. Ela então me disse que ela tinha sido um "tesão" de volta em Nebraska, em entre seus trabalhos de atriz. Ela explicou que trabalhou em um matadouro e raspou os restos de carne residual dos ossos para a pílula hamburger. Tipo como "Helgenberger faz Hamburger." De qualquer forma, ela não estava incomodada por nossa "operação". Eu acho que uma autópsia fosse apenas um "passo lateral" de seu antigo emprego. Toda a tripulação gozava a sua presença naquele dia.
Vou sentir falta dela no show. Ela foi uma das originais. Ninguém pode substituí-la. Pensei a mesma coisa quando Petersen e Fox saíram. O único que eu pode relacionar-se mais é David Hall. Eu sempre tive uma maior interação com ele de qualquer maneira uma vez que ele faz "o meu trabalho" no show. Então, adeus por enquanto Marg. Você certamente tem enriquecido vida de muitas pessoas. Sua melhor atuação e realizações ainda estão por vir.
                                        - Dr Gary Telgenhoff (Consultor)


Minha primeira cena em um episódio de CSI foi com a Marg. O elenco era novo, a tripulação. Acho que foi o primeiro dia das filmagens do primeiro episódio. As pessoas estavam chamando-a de Marj e eu de Jerald. Então tivemos um momento de ligação divertido inicial como nós compartilhamos rígido G em nossos nomes. A partir de então, para os próximos 10 anos, foi uma honra incrível para compartilhar grandes momentos com ela na tela e fora. Eu sempre vou cavar os meus momentos com os meus companheiros Hard "G".
                                        - Gerald McCullouch (Bobby Dawson)


Eu estava lá quando eu contratei ela no escritório de Jerry Bruckheimer e eu vi a personagem se desenvolver desde o piloto. Sei também que Marg pessoalmente e que ela atravessou em sua própria vida. Para vê-la ficar lá em uma caixa de maçã e ler o seu discurso de despedida para as pessoas que estiveram lá desde o primeiro dia foi um momento comovente que eu nunca vou esquecer. Ela falou seu discurso e falou do fundo do coração por alguns minutos. Nós cortamos o bolo juntos e depois que ela simplesmente saiu andando de volta para seu trailer e tudo estava acabado. É um lembrete de que nós celebramos uma corrida marcante para uma atriz de primeira linha que muito poucos podem fazer cinema e televisão ao mais alto nível como ela. Para ter seu trabalho em uma série de televisão de 12 anos é um conto realmente inspirador.
                                        - Anthony E. Zuiker (criador e produtor executivo)
Fonte: CSI Files

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Sem CSI hoje na Record! ¬¬'


Hoje galera, a Record não irá exibir CSI, pois irá passar a reapresentação do primeiro capítulo da mini série "Rei Davi".

"Tressed to Kill" - Fotos!

A CSI Files acabou de divulgar fotos do episódio "Tressed to Kill", confiram abaixo:





Fonte: CSI Files

Carol Mendelsohn e McGill no Twitter hoje a noite!


Os produtores executivos Carol Mendelsohn e Don McGull vão twittar com os fans hoje a noite durante a exibição do episódio "Willows in the wind" , além disso o site da CBS oferece um  chat , para isto basta você clicar aqui., então não percam a oportunidade de além de conversar com outros fãs de CSI, conversar com os maiores produtores executivos de CSI!...e quem sabe Mendelsohn e McGill não fazem algumas revelação aos fãs hein ;)
Atençao: Você precisa fazer o seu login pelo twitter.

O futuro de Catherine Willows!

Catherine Willows ( Marg Helgenberger ) está deixando o Laboratório de Ctiminalistica de Las Vegas  no episódio de hoje em CSI: Crime Scene Investigation , "Willows in the Wind" , mas o personagem está pronto para abrir um novo capítulo em sua vida.
[Atenção Spoilers!]

O arco da história dos  três episódio que antecederam a saída de Catherine foi "intensa", disse Helgenberger a TV Guide . "Estes episódios foram difíceis", explicou ela. "Mas eu estou feliz com e como tudo aconteceu." Apesar do fato de que Catherine herdou terras do casino de Sam Braun, a personagem vai tomar um caminho diferente, quando ela sai do laboratório de crime. "Uma oferta para participar de uma força-tarefa federal parecia mais profissional, como uma promoção", a atriz revelou.

O novo emprego Catherine irá proporcionar a oportunidade perfeita para apresentar seus enredos em próximos episódios. "A Produtora Executiva Carol Mendelsohn disse que, se fosse escrever um episódio para motivar-me para trás, seria mais fácil já que eu gostei da idéia [de Catherine juntar os federais]",explicou Helgenberger-"E eu estou aberta a retornar em algum ponto. Só não de imediato. "
Para saber mais dessa entrevista com Marg : clique aqui!

Atrás das cenas - Catherine Willows!

A CBS oferece um "Behind the Scenes" com Marg Helgenberger do episódio "Willows in the Wind".
Apreciem esse vídeo abaixo!

Eu ameii *-* , só acho meio difícil vocês segurarem as lágrimas!

"Willows in the Wind" - Novos Preview's

Pois é galera, "Willows in the Wind" (12x12) o episódio de despedida de Marg, como Catherine Willows é hoje e a CBS divulgou mais alguns preview's para a nossa alegria!



OMG' emocianante néah pessoal? Só de pensar que daqui há algumas horas esse episódio vai pro ar nos U.S.A e nós vamos ter que nos despedir oficialmente de Cath, já uma dor no nosso #CSIHeart :'(

CSI Files entrevista - Alec Smight

Alec Smight  já dirigiu mais de vinte episódios de CSI: Crime Scene Investigation  e não há sinal dele abrandar. Empregados desde do início de CSI, Smight começou como um editor e, gradualmente, explorou outras vias nos bastidores, como a produção e direção. Seu último episódio, que vai ao ar nesta quarta-feira marca a quarta vez Smight tem desempenhado um papel crítico em uma partida elenco. O diretor incrivelmente ocupado levou algum tempo fora da sua agenda de fim de semana para discutir sua transição de editor com o diretor, desempenhando um papel importante na partida elenco, e provocar o seu próximo episódio com CSI Files ' Saunders Shane .


Alec Smight, Marg Helgenberger & Crescenzo Notarile.(Foto: Alec Smight)


CSI Files :  CSI tem feito um trabalho realmente bom em permitir que as pessoas tenham a oportunidade de experimentar coisas diferentes sobre o show, e você realmente não é exceção. Após a edição episódio "Pilot" do seriado e muitos depois, como é que a chance de dirigir um episódio aconteceu?
Alec Smight : É interessante, porque quando eu assumi o cargo em "Pilot", primeiro eu tinha sido oferecido a outra série com uma oportunidade de dirigir , e verifica-se que a pessoa que me contratou em CSI não andava bem, então eu meio que tive que começar do zero e desenvolver um relacionamento com Carol  [ Mendelsohn , produtora executiva] e todo mundo, mas eles foram tão favoráveis ​​do meu trabalho. Eles foram ótimos.

CSI Files : Você sente falta de edição em tudo?
Smight : É interessante porque o meu outro papel como produtor é na sala de corte, principalmente, por isso ainda estou envolvido na edição, apenas não na máquina. Eu não sinto que isso não faz parte do meu dia-a-dia. Isso é o que eu trago para a mesa, eu acho que é a minha força. Não funcionamento da máquina, eu não perco isso, mas eu ainda estou lá dentro fazendo escolhas editoriais quando estamos fazendo mudanças trabalhar com os nossos três editores incrível. É muito divertido.

CSI Files : Você é o produtor do departamento de edição assim como Louis Milito  é o produtor executivo encarregado de produção, e assim por diante?
Smight : Yeah. É engraçado, neste momento, nesta temporada particular, estou dirigindo tanto que eu acabei pegando um show extra porque alguém tinha caído para fora da rotação. Se eu sou incapaz de entrar e sentar-se lá com Carol e Don  [ McGill , produtor executivo] quando estamos passando dos cortes, ele fez isso tão bem, mas na maioria das vezes é assim que é suposto para trabalhar fora. Nós toda a tela mostra em conjunto uma vez que os diretores são feitas com seu corte, e depois um monte de vezes Carol e Don terá algumas notas ampla derrame, e eu vou na sala de corte com os editores, e nós espécie de executar essas juntos e então, enquanto eu não estou em preparação ou dirigir um episódio, eu vou sentar com Don e Carol quando fazemos os cortes finais. Eu venho fazendo isso há muito tempo. Muitas vezes eu posso ajudar encontrar soluções para os problemas que eles têm, e eu posso ajudar os editores a figura algumas coisas, então eu realmente gosto disso. É a solução de problemas do lado dele que eu sempre gostei de pós-produção.

CSI Files : O que você acha de ser o maior desafio como diretor? Você acha que ele seja mais ou menos complexo do que a edição?
Smight : Eu sou uma pessoa extrovertida, então a parte mais difícil ser um editor para mim por tantos anos estava trabalhando sozinho. Eu amo estar no set. Temos uma equipe incrível. O elenco é incrível, por isso é muito divertido trabalhar com todos e colaborar. Isso é o que eu amo sobre o lado direção. O lado difícil é a programação da televisão. Nós somos um espetáculo ambicioso em termos do que queremos colocar na tela, e só temos sete dias de preparação, e nós filmamos nossos episódios em nove dias, por isso só está tentando tirar o máximo proveito do seu dia. Isso é provavelmente o maior desafio. Mas às vezes ele também cria oportunidades interessantes para ser inteligente e descobrir uma solução, uma maneira de fazer algo onde você está correndo contra o tempo ou algo que é difícil de executar. Eu amo ter que entender as coisas na mosca, é divertido.

CSI Files : Seu próximo episódio é bastante significativo, intitulado " Willows in the Wind ", que se concentra na partida de Marg Helgenberger . Do ponto de vista do diretor, o que você faria diferente em um episódio como este em relação a uma parcela mais autônomo?
Smight : Como você sabe, isso foi parte de um arco de três episódios, e eu tive a sorte de fazer o primeiro e os últimos, então eu estava envolvido em ajudar a construir isso. Isso foi realmente divertido. E, em seguida, Louis Milito fez o outro no meio, e era uma espécie de divertimento que partilha com ele. O desafio que eu acho que é-nós quisemos dar Marg uma despedida boa, obviamente, e eu acho que eles escreveram uma história muito legal, e é diferente do que normalmente fazemos semana após semana, porque nossos shows em sua maior parte são autônomos. Tentando trazer CSI mundo em um arco de três andares, que nós raramente fazemos, foi provavelmente o maior desafio. E também abrindo espaço para Marg para ter seu grande momento no final, onde ela começa a dizer adeus a todos, encerrando a história para não se sentir como aquele momento foi de curta mudou. Que foi grande objetivo de todos, certifique-se que servimos uma boa história e dar Marg seu tempo no final para ter o seu adeus. Eu acho que fizemos, e ela é maravilhosa. Seu último par de cenas são apenas fantástico, e espero que não haverá um olho seco na casa.

CSI Files: Você teve um papel importante em partidas anteriores também. Você dirigiu William Petersen em seu episódio final, e editou tanto "Goobye and Good Luck" como "For Warrick" , que viu Jorja Fox  (Sara Sidle) e Gary Dourdan  (Warrick Brown) sair. Quanta pressão você sente quando está sendo ligado a um episódio importante?
Smight : Se você olhar para o panorama geral da CSI mundo, certamente você pode ficar sobrecarregado como, "Oh Deus, eu estou tendo que lidar com um tipo de coisa grande aqui para esta série." Mas em termos de lidar com apenas pessoalmente coisas assim, você tem que olhar para ele como mais um episódio e não ficar sobrecarregado com o que está acontecendo. Ao mesmo tempo, eu sei que no final do dia, quando o show acabou tudo com que estes são episódios significativos. Eu apenas fui muito feliz por ter alinhado com um monte deles. Sinto-me honrado de ter feito parte da partida de Billy e Marg. Novamente, o truque que eu pensar em abordá-los é tentar não pensar em tudo isso e apenas se preocupar com o que temos que fazer para começar o show feito, e que normalmente acaba por ser a melhor abordagem.

CSI Files : Em "Willows in the Wind", Catherine e D.B. Russell ( Ted Danson ) se encontram em situação bastante complicada. Você pode adiantar um pouco sobre algumas das coisas que acontecem no episódio?
Smight : Em "Willows Ms Regrets" , o FBI todo tipo zipper coisa armas de volta para o jogo, e Marg essencialmente se torna um alvo. Na minha episódio, é tudo sobre a sobrevivência e, em seguida, descobrir uma maneira de pegar nossos bandidos.
CSI Files : É justo dizer que você não está matando-a fora. Isso é muito bonito com certeza.
Smight : Sem nada tombamento .Eu olhei para o promos já, eu não acho que a rede está tentando burlar isso. Não, não estamos matando-a fora. Mas ela tem um encontro com a morte, vamos colocar dessa maneira.

CSI Files : Como você aborda as batidas emocional no episódio? Você estava contando mais com os sentimentos dos atores da vida real, em oposição a eles agir a sua tristeza por deixar Catherine?
Smight : Sim, acho que tipo de batê-lo lá. Neste caso, especialmente depois de doze temporadas, não há como evitar o fato de que um adeus para a equipe CSI também é um adeus pessoal para Marg. Uma das coisas que eu queria ter certeza de que fizemos quando atirou última cena foi ... Eu pensei que nós devemos fazê-la de perto e cobertura em primeiro lugar. Não importa como você está qualificado como um ator, quando você liga e enfrentar as pessoas com quem você trabalhou por tanto tempo, vai tornar-se muito sobre o personagem, pois é sobre Marg pessoalmente. Eu queria ter certeza de que poderíamos captar isso. Se há alguma coisa que eu fiz fora do comum nessas cenas, era isso. Eu queria ter certeza de que fizemos a cobertura Marg a primeira vez de tradicionalmente fazer uma espécie de mestre e, em seguida, movendo-se para mais perto de cobertura.

CSI Files : Qual foi o momento final em conjunto com Marg ?
Smight : É estranho porque para mim também, eu estava lá, logo no início porque eu estava envolvido na edição do piloto. Foi emocionante. Ela fez um discurso maravilhoso tipo todo mundo, de seu direito próprio adeus depois que fez seu último tiro, e eu estava muito emocionado. Seu filho Hugh trabalha no show, e ele estava lá. Era só um monte de abraços. Foi um momento grande, semelhante a quando Billy nós deixou. Nós todos sabíamos que estava chegando, e felizmente o nosso calendário nos permitiu filmar cenas de adeus Marg como a última coisa absoluta que fizemos. A última coisa que fiz foi colocar um prego no local onde a sua marca final foi, e Louis Milito fez a mesma coisa quando nós filmamos última cena de Billy, por isso, se alguém já começa a visitar o nosso palco, os dois pontos são marcados de forma permanente.
Estou, não sei, o que eles vão fazer por Marg. Eles estavam atirando em que o conjunto ontem, e há um prego no chão com papel em torno dele que diz "não remover", então tudo o que tenho planejado para ele não é feito ainda.

CSI Files: Houve um episódio que você achou particularmente desafiador? Você já dirigiu 25 episódios, o que pode ser uma pergunta difícil.
Smight : É uma pergunta difícil. Provavelmente a um foi o segundo episódio ao último do ano passado, as duas partes da partida de  Laurence , porque muito do que aconteceu em Los Angeles. Era quase como fazer um piloto. Nossas posições normal, estamos sempre à procura de partes do sul da Califórnia ou, ocasionalmente, vamos para Vegas, mas principalmente as partes do sul da Califórnia que pode dobrar para Las Vegas. Neste caso foi o oposto, de repente estávamos em Los Angeles para ser Los Angeles, decidiu que todos nós deve ser espécie de ícone. Queríamos ter o oceano, tivemos a Santa Monica Pier, nós filmamos em Hollywood. Então, só logisticamente, que pode ter sido um dos maiores que eu tinha que fazer.
Você mencionou partida de Billy e saída de Marg. Eu acho que só em termos de impacto emocional, esses dois. Eu acho que se eu tivesse que escolher três que foram um desafio para mim, seriam aqueles.

CSI Files : E o lado oposto a essa pergunta: você já dirigiu um monte ao longo dos anos. Está lá que você está especialmente gostava de?
Smight : Eu não acho que a minha resposta poderia ser qualquer coisa mas o meu primeiro, apenas porque era algo que eu estava querendo fazer toda a minha carreira. As pessoas no show são um grupo tão grande. Carol tem sido tão maravilhoso para mim, e se essa oportunidade e ter a equipe ser tão solidários, e eu fui abençoado com um grande roteiro, eu não poderia ter pedido para uma situação melhor. Foi um sonho tornado realidade, e eu estava muito orgulhoso dele quando o show saiu. Allen MacDonald escreveu esse episódio. Era apenas uma grande experiência de cima para baixo. Eu tinha um monte de George Eads  [Nick Stokes] e Jorja Fox nesse show. Billy, na verdade não estava nele, porque estávamos fazendo double-ups daquele ano. Estavam todos maravilhosos, foi ótimo. Que era como uma experiência de sonho.

CSI Files : Esta temporada só você dirigiu quatro episódios, e você começou a disparar o seu quinto na segunda-feira. O que você pode compartilhar sobre o episódio que você está filmando agora?
Smight :  Elisabeth Shue 's [Julie Finn] estréia foi no episódio que envolveu apenas, e ela vem como um consultor, então eu tenho seu primeiro episódio como uma espécie de CSI regular e parte de nossa equipe. Estou animado com isso. Esse é o desafio, eu acho, para ver como integrar-la em nossa equipe. Há um monte de reunião que todo mundo está envolvido no episódio e tentar fazer que não sente nada, mas real. Há também uma série de elementos de comédia nele. Eu acho que esses são alguns dos espectáculos mais interessantes que fazemos, mas há uma linha tênue. Você tem que ter cuidado para não deixar a comédia de tornar-se demasiado ampla e deriva em bobagem. Então esse é o meu desafio em um presente, para mantê-lo aterrado e real. Melissa  [ Byer ] e Treena [ Hancock ] escreveu um roteiro muito divertido, e nós temos um elenco maravilhoso convidado, por isso estou animado com este.

CSI Files : Você passou atrás da câmera novamente nesta temporada, ou você está tendo uma pausa muito merecida?
Smight : Na verdade, tenho mais dois depois disso. Eu estava programado para fazer seis episódios, mas não tínhamos alguém para sair do rodízio, de modo este que eu estou fazendo agora é uma espécie de episódio de bônus. Eu tenho mais dois depois disso. Eu sou uma espécie de graxa em um trilho até o final do ano. Estou fazendo Dezoito Episódio Episódio e Vinte e dois.
CSI Files: Então, basicamente o que você está me dizendo agora é que você não dormiu em quase seis meses.
Smight : [Risos.] Mas você sabe, eu não estou reclamando em tudo. Estes são problemas de uma estrela do rock. Estou tendo mais diversão do que eu jamais tenha profissionalmente, por isso é apenas sido uma explosão.
Fonte: CSI Files

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Titus Welliver fala sobre seu papel em CSI!

Titus Welliver é mais uma estrela convidado novamente para o episódio dessa semana, ele que já esteve anteriormente em "Zippered" (12x10) e "Ms Willows Regrets"(12x11), e amanhã esterá em "Willows in the Wind" (12x12) , que é o terceiro e último dos três espisódios que leva  a saída de Marg Helgenberger (Catherine Willows) da série.
Welliver interpreta Mark Gabriel, o homem encarregado de um empreiteiro militar chamado Ceressus Logistics. Mark é "um CEO e um cara de alta potência" que dirige "um tipo de empresa Blackwater", o ator disse a "iamROGUE".


"É um personagem interessante", Welliver acrescentou. "Foi ótimo trabalhar com Ted [Danson, Russell DB], que eu conheço há um tempo, e Paul Guilfoyle (Jim Brass), que é um total Jediknight ninja e ator principal. Eu também amei trabalhar com Marg, e Annabeth Gish (Laura Gabriel). Eles são um grupo grande de pessoas, e foi muito divertido. "

CSI - "Identity Crisis"

Hoje na Record às 21:15 tem:
CSI - "Crise de identidade" (2X13)

Grissom e sua equipe investigam a estranha e falsa cena de um crime onde encontram outra vítima que foi morta pelo serial killer Paul Millander. A vítima novamente levou um tiro no peito e foi deixada numa banheira. Próximo ao corpo é encontrada uma fita com uma suposta mensagem suicida deixada pela vítima. Todas as vítimas nasceram no dia 17 de Agosto - o mesmo dia em que o pai de Millander foi assassinado -, e o ano de nascimento segue a ordem decrescente, a partir de 1959. Com isso, o provável próximo alvo de Millander nasceu em 17 de Agosto de 1956... justamente o dia em que Grissom nasceu