sexta-feira, 30 de setembro de 2011

CSI - "Deep Friend and Minty Fresh"

Hoje na Record, às 21:15, tem:
CSI- "Amigo do peito e Menta refrescante" (9x13)
Langston, Nick e Riley investigam um assassinato em um restaurante fast food, que acaba sendo díficil por que a maioria dos seus elementos é revestido de óleo de cozinha.Enquanto isso, Catherine e Greg investigam uma estranha morte de uma mulher morta pela ingestão de dois tubos de creme mental.

Elisabeth Harnois em CSI & relacionamento com Ted Danson

"Momento nerd ',' CSI 'partes Elisabeth Harnois com Ted Danson
Elisabeth Harnois está emocionada ao se ver na sequência de CSI, convidada na ultima temporada, ela está continuando o papel, como a personagem de Morgan Brody, uma técnica de laboratório que acabou transferida de Los Angeles para Las Vegas, onde ela se choca com seu pai distante, Corand Eclklie.


 "Eu sabia que estava indo só para estar em um par de cenas [da estréia da temporada], mas todos nós assistimos juntos em um telão do estúdio, e eu tinha esquecido detalhe que pouco do meu nome nos créditos de abertura . Era algo a ver. " 

Embora Harnois diz ter ouvido muitas vezes a promessa "Queremos trabalhar com você de novo", eles fizeram boas sobre ele. Na época, ela foi assinado para este "CSI" No ano Harnois, Detroit nativa - juntamente com a maioria de todos os outros - não sabia que  Laurence Fishburne sairia do show. Agora envolvendo a produção em seu quinto episódio como um co-estrela, ela diz "CSI" já se sente em casa, graças em grande parte, o novato outros no elenco regular. 


"Eu já conhecia Ted [ Danson ] ", revela Harnois. "Eu fui para a faculdade com a sua enteada, e ela e eu éramos realmente boas amigas durante anos. Nós meio que ficamos sem  contato, mas eu o tinha encontrado várias vezes e fui em  sua casa, então eu tinha um conhecimento  familiar caminho. "Lembro-me da primeira vez que eu o conheci, eu olhei para ele e tinha naquele momento nerd como um pensamento jovem ator, 'Oh, cara. Espero que algum dia, eu começo a trabalhar com você. " E, por vezes, o segredo funciona: Você coloca alguma coisa no universo, e isso acontece

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

CSI - "Disarmed and Dangerous"

Hoje na Record, às 21:15, tem:
CSI - "Desarmado e Perigoso" (9x12)


Quando um agente do FBI, que estava trabalhando disfarçado, é encontrado brutalmente assassinado, a equipe de CSI é chamada para ajudar o parceiro da vítima a encontrar o assassino.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

CSI- "The grafe Shift"

Hoje na Record,às 21:15, tem:
CSI- "A mudança grave"

O primeiro dia de trabalho do Dr. Raymond Langston  passa de mal a pior, quando um caso de  simples furto se sobrepõe a um complicado caso de homicído.

P.S. é primeiro episódio, sem o Grissom =/


terça-feira, 27 de setembro de 2011

love *o*

Em rítimo do episódio mais que especial de hoje, "One to Go" 99x10), olhem a foto perfeita que achei:


Demais néah *-*...se posso dizer minha opinião as que eu mais gostei, foi a da Jorja e do Billy com o macaquinho e a do Billy com o macaquinho no ombro, que eu achei muito fofo shuahsuahsu'

CSI -"One To Go"

Hoje na Record, às 21:15 tem:
CSI- "Vá embora" (9x10)
:'( não dá pra não chorar...


A equipe de CSI trabalha junto para fechar o último caso de Grissom, o assassinato de "Dick & Jane", a medida que Grissom se preparara para deixar a equipe de vez. Antes de sair, Grissom oferece a Dr. Raymond Langston, que ajudou o CSI  com o caso de "Dick & Jane", uma posição permanente na equipe de CSI.


"To heart's and eye's delight" *-*

P.S. Esse sem dúvidas é o episódio pelo qual, mais esperei na nona temporada, a partida mais que emocionante de Grissom da equipe, é de deixar nossos corações partidos...mas o momento GSR, acho que, o mais lindo de todos no final, faz com que essa dor desapareça "para a alegria de nossos olhos e coração".
 
*-* Nem acredito que, é esse episódio hoje ...que vamos ver essa cena *-*, e muitas outras, cujo os momentos são inesquecíveis e emocionantes.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

CSI - "Down"

Hoje na Record , às 21:15, episódio de:
CSI - "Para baixo " (9x09)

  
Quando um novo assassinato leva a uma conexão com um infame assassino  em série, grissom secretamente se junta à classe do conhecido patologista Dr. Raymond Langston (Laurence Fishburne), para ter acesso ao assassino e obter uma rachadura no caso.






P.S. e assim a despedida de Grissom já está começando .... estão preparados para amanhã? :'( toh pronta pra chora litros #fato...mas no final, é um dos episódios mais lindos de CSI *-*

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

CSI -" Young Man with a horn"

Hoje na Record, às 21:15
CSI - "Jovem com chifre" (9x08)


Quando um cantor popular jovem é encontrado morto fora de um famosos clube noturno de Las Vegas, a equipe de CSI descobre uma ligação entre o crime de hoje e um assassinato de mais de 50 anos atrás

Bastidores de "73 Seconds" *-*

Foi divulgado, um vídeo dos bastidores do primeiro episódio da 12° temporada, "73 Seconds", que estreou nessa quarta-feira nos Estados Unidos.

Se querem saber, esse vídeo é perfeito *-*, tem entrevistas incríveis com Ted Danson, Marg Helgenberger, George Eads e a produtora executiva de CSI Carol Mendelsohn , falando sobre a 12° temporada e sua mudanças.  Vale a pena conferir =)

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

CSI - " Would, could, should"

Hoje às 21: 15 na Record, episódio:









CSI - "Iria, podia, devia " (9x07)


Greg, Riley, e Brass investigam a morte de uma mulher e doa espancamento de sua filha, que entra em coma. Eles descobrem que o marido da mulher é um suspeito no assassinato de um investigador particular. Catherine e Nick investigam quando dois adolescentes acidentam seu carro em uma árvore e descobrem um mortal jogo de baseball com caixas de correio. Enquanto isso, Grissom assiste ao julgamento de Natalie Davis, a assassina das miniaturas.


P.S. Episódio tenso...Natalie devolta...OMG'

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

CSI - "Say Uncle"

Hoje na Record, episódio:



CSI- "Diga Tio" (9x06)


A equipe CSI investiga um tiroteio em uma festa do bairro Koreatown, em que a mãe e o tio de um menino, Park Bang, são assassinados. Grissom passa a ter um investimento pessoal no caso, quando é descoberto que Park Bang testemunhou o tiroteio e desaparece. Grissom suspeita que o assassino controla Park e está tentando impedi-lo de falar; o caso se torna ainda mais complicado quando é revelado que Park tem HIV  e sua mãe o colocou em um julgamento sem autorização médica.

Finalmente hoje *-*

Hoje é o dia em que todos nós viciados por CSI estávamos esperando, hoje dia 21 de setembro, nos Estados Unidos, CSI estréia sua 12° temporada.
A tão esperada temporada pelos fãs de CSI, agora vai ao ar hoje com o episódio "73 Seconds" (12x01), finalmente (os americanos por enquanto) irão poder ver Ted  Danson, estrelando seu papel como o personagem D.B. Russell.
Mas sinceramente, eu e acredito que muitos outros, estão mesmo é esperando pelo episódio da saída de Catherine  Willows( 12x12). Com os corações apertadíssimos e lágrimas que teimaram em cair em nossos rostos, iremos nós despedir da nossa querida Catherine ;'(
E ainda nessa 12° temporada, teremos outra participação de Billy, como Grissom...bem uma participação já está confirmada, mas quem sabe até o final da temporada, ele já não faz outras participações...o jeito é torcemos para isso *-*

E ai seus #CSIHearts estão preparados para toda essa emocionante temporada? Fique ligado aqui no blog para mais fotos, informações e quem sabe até vídeos, sobre a 12° temporada de CSI!

terça-feira, 20 de setembro de 2011

CSI - "Leave out all the rest"

Episódio dessa terça :
CSI - "Deixe todo o resto " - 9x05


¬¬'


























A equipe de CSI investiga um caso envolvendo o mundo de dominação. Grissom visita Lady Heather para encontrar algumas repostas.Sara termina o relacionamento com Grissom através de um video.Ele arrasado vai buscar conforto nos braços de Lady Heather.A trilha sonora não podia ser outra,o episodio conta com a musica de mesmo titulo do episódio ,tocada por Linkin Park.


P.S. AAAAAh qual é néah Lady Heather denovo ¬¬'
 aaah é tão triste Sara terminando de fato  com o Griss, mas pelo amr de deus! que tem isso haver com ele procurar consolo na Heather ¬¬'...isso é revoltante', porém esse episódio é demais! e amoooo a música tema....shaushua amo Linkin Park =P

CSI - Tell Tale Hearts - 12x02

Faltando agora apenas um dia para a estréia da 12° temporada, a CBS divulgou algumas fotos promocionais do segundo episódio da nova temporada. Confiram abaixo:







\o/ agora falta tão pouco, nem dá para acreditar que amanhã já é a estréia da 12° temporada.... poxa estava esperando tanto, tanto por ela....mas agora não sei, se continuo tão empolgada quanto antes por ela ter chegado, afinal a Catherine nos deixa nessa temporada... agora falta pouco para nos despedirmos dela ;(

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

CSI: The Experience recebe reconhecimento nacional *-*

CSI: The Experience, a atração baseada em CSI, onde as pessoas podem resolver crimes e sentir verdadeiros CSI, recebeu reconhecimento nacional pelo Instituto Franklin, um dos estabelecimentos de ensino superior no país, como uma exposição de aprendizagem oficial.


Para receber esse reconhecimento, CSI: The Experience foi avaliada em seis categorias do National Science Education Standards Content. Um visita ao CSI: The Experience permite que os alunos apreendam sobre a ciência forense, enquanto aperfeiçoam  suas habilidades de observação. Durante uma viagem através da atração, os alunos são imersos em vários ramos da ciência : a ciência física, ciência técnica e da ciência pessoal e social.


Com esse reconhecimento, os pais podem estar confiantes de que as crianças vão deixar a atração com mais informação do que vieram.
"Estamos entusiasmado por ter este tipo de reconhecimento para CSI: The Experience"- disse o Gerente de Marketing  Ava Bahnam Widden - "Nós amamos o trabalho que fazemos com as escolas de Las Vegas e estamos honrados em ser reconhecidos dessa maneira, estamos orgulhosos pelo fato que CSI: The Experience possa entreter e educar ao mesmo tempo"


Bem depois disso, não dá para absolutamente mais ninguém dizer que CSI não é cultura!

CSI - "Let it Bleed"


No episódio de hoje:













CSI - Deixe sangrar - 9x04

É dia de Halloween, Nick e a novata Riley,  veem um homem vestido de policial roubando em uma loja de conveniência o que pode ajudar a equipe a investigar a morte da filha de um grande traficante de drogas, que acaba levando Catherine a um clube decadente, onde ela encontra Lindsay na pista de dança. Wendy e Dr.Robbins têm um choque, quando lhe és revelado que a vítima têm três tipos de sangue em seu corpo, sendo dois deles do sexo masculino.

P.S. olhem a cara da Cath, totalmente perplexa,, shauhsuahs' nem preciso falar que a Lindsay está bem encrencada néah u-ú




domingo, 18 de setembro de 2011

Medos & Certezas - Final

   Sara ao acordar sentiu uma dor latejante em sua nuca, estava deitada em uma cama, a príncipio não sabia o que havia aconteçido ou o que estava ocorrendo, porém em questões de minutos tudo ficou claro em sua mente...lembrava-se de tudo...Nick caído, praticamente desacordado, incapaz de se defender ou salvá-la, foi então que ela inspontâneamente havia tentando, sem sucesso , derrubar o agressor, esse porém havia a imbolizado ...e então  ela lembrou do olhar dele....eram como olhos de um animal, do assassino da pobre moça, mas o que ele faria com ela? ela sentiu medo,muito medo...como nunca tinha sentido antes.
  Olhando para o redor do ambiente, tentou se localizar, era um quarto aparentemente de um hotel bem vagabundo, pelas condições que se encontrava o quarto, instantaneamente ela olhou em si, ela ainda estava vestida, ele não havia feito nada com ela...por enquanto. Olhou para o porta, sabia que ela provavelmente estaria fechada, mas ela tinha que tentar sair dali, foi até ela e tentou abri-lá, porém sem sucesso como previra, havia uma janela, porém era pequena demais para se passar. Por mais que ela tentava encontrar forças para encarar o que lhe aguardava, ela não conseguia... e a única coisa que ela conseguiu pensar no momento foi em Grissom.
                                                                      ~♥~
    Na casa da vítima, Nick já havia sido socorrido pelos paramédicos e relatava todo o ocorrrido a Catherine; Warrick; Greg e Grissom que acabará de chegar .
-.....e depois Sara sumiu da minha visão....a culpa foi toda minha! - a voz de Nick já nem mostrava mas tanta preocupação, mas sim um profunda emoção de culpa.
- A culpa não foi sua Nick. - falou Grissom pela primeira vez, desde que chegará ao local - vamos achar ele, e vamos resgatar Sara. - ele não sabia onde havia encontrado forças para ser tão otimista, mas suspeitava que havia sido de Sara, ela era uma mulher persistente, não desistia da coisas e ele não desistiria de encontra-lá, porém sabia que lhes restavam pouco tempo.
- Eu disse que iria cuidar dela! - lembrava Nick, que havia dito isso a Greg antes de saírem do laboratório.
- Nick calma...iremos encontra-lá...acredite. - disse Catherine.
- Eu acho que o DNA dele  pode ter ficado em minha unhas.
- Ótimo, eu colho,e levo agora para o laboratório - falou Greg - temos pouco tempo.
     Grissom, Catherine e Warrick se dirigiram ao interior da casa, o silêncio reinava entre eles, Catherine e Warrick perceberam em Grissom um abalo, é claro que todos estavam preocupados, abalados e em choque por Sara... mas era como se em Grissom fosse tudo isso  a milhões de vezes mais.
                                                                     ~♥ ~
 Longe dali, Sara viu a maçaneta abrir-se, embora estivesse com muito medo, tentou não o demostrar. O homem que entrou, era o que havia a trazido  ali, era um homem forte, cabelos escuros, robusto, alto...e os olhos dele a analizaram, ela porém estava imóvel e não se atrevia a a falar como ele. Ele quebrou o silêncio:
- Você deve ser mesmo especial a eles- seus olhos ainda analizavam, ele estava ansioso para ver terror nos olhos dela. - há centenas de carros e policias atrás de você..mandaram até helicopteros para sua busca...- e se aproximando a ela, ele deslizou suas mãos no rosto dela, que percorreram-lhe  todo corpo- você será minha está noite, mas antes presciso encontar um local mais seguro. vamos - puxando a pelo braço, a arrastou pela porta, sem tempo de pensar, a única coisa que Sara pode fazer foi deixar seu anel cair, seria uma pista...ela se alegrou em saber que as buscas teria espantado o assassino dali e que ele teria que fugir , e em saber que ela teria mais tempo.
                                                                 ~ ♥ ~
No laboratório, Greg já havia chegado e entregado  as amostras a Wendy, era prioridade dela agora, depois de 30 minutos do resulatdo , eles estavam  fazendo uma busca  no sitema, supreendemente encontraram um correspondente para o DNA encontrado.
- Ryan Miller, 35 anos - falou  Wendy - está no sistema, por ser vítima de um caso de homícido...
- Vítima?..bem pelo menos sabemos o nome, e temos como colocar ele na cena - falou Greg animando-se pela primeira vez, desde de a notícia do sequestro de Sara, porém confuso com a nova revelação - vamos encontrar Sara!
    Greg pegou o telefone e ligou para Grissom:
- Grissom , encontramos um correspondente para o DNA...ele estava no sistema,chama-se Ryan Miller, 35 anos...
- Ok, Greg, obrigada, vou comunicar ao Brass.. e como ele estava no sistema?
-  Hã...Grissom, essa é a parte estranha...ele estava como vítima de um caso de homicídio e...
- Vítima? Greg, peça para Wendy achar tudo sobre esse caso em que ele foi testemunha, precisamos saber de tudo sobre ele...- ele hesitou por um momento- para encontrar Sara.
- Ok.
                                                                     ~ ♥ ~
   Haviam rastreado o celular de Sara, e conseguido uma localização, Grissom e a o restante da equipe se dirigia até o local.
- Chegamos tarde! - falou Warrick inconformado, olhando ao redor o quarto estava vazio, era um quarto pequeno, mal iluminado e pertencia a um hotel de quinta.
- Droga! - praguejou Greg.
- Grissom!? - chamou Catherine, que observa ele, se abaixar e pegar algo do chão.
- Ela nos deixou uma pista. - a voz de Grissom demonstratava sua emoção
- Como? - e Catherine se aproximou de Grissom, ao olhar para o que ele segurava, viu um anel, na verdade um lindo anel de prata, onde em sua superfície se fixava um pequenina e delicada borboleta prateada. - Temos que mandar para o laboratório, para ter certeza que é mesmo dela.
- Não será presciso - respondeu Grissom de imediato- é dela.
- Grissom...entendo que queira a encontrá-la...todos queremos, mas temos que comprovar...e
- Catherine - interrompeu ele - esse anel a pertence, eu a dei.
 Catherine a príncipio estava chocada com o fato de Sara ter ganhado um anel de Grissom, mas logo percebeu tudo, o porque de Grissom estava tão abalado e preocupado quanto qualquer outra pessoa. Warrick e Greg estavam ainda na soleira da porta, apenas aguardando as ordens de Grissom, porém perceberam que nem seria presciso, já tinham prova que Sara havia estado no local, e pelo decorrer da situação deixado uma pista.
Derrepentemente um som, quebrou o silêncio entre os CSI's, era o celular de Greg, olhou na bina e atendeu:
- Alô, Wendy? - disse ele
-Oi - respondeu ela - Greg, tenho uma nova e surpreendente notícia sobre o caso...- ela hesitou em continuar
- Também, Sara esteve no local -sua voz mostrava sua animação com a descoberta -...mas fale, que notícia é essa?
- é...hãm...Greg - sua voz trazia tensão - o resultado do DNA de Ryan Miller, teve outro DNA correspondente...
- um DNA correspondente? a quem?
- éh... ele tem uma irmã, apenas por parte de mãe... Greg, - sua voz soava agora entre extremamente séria - a irmã é Brenda Evan...
- Brenda Evan? - interrompeu Greg- espera...essa é  a moça assassinada...ele assassinou a própia irmã?- Greg não acreditava no que ouvia, estava desnorteado com a notícia. - Hãm... mas alguma novidade?
- Bem...sim, o caso cujo ele foi vítima  foi do assassinato não resolvido do própio pai que...
- Quem afinal é esse cara?- exclamou ele confuso-  Wendy já estamos indo...nos encontramos no laboratório.- e desligou o celular.- Grissom!? - chamou ele.
- Sim- respondeu ele se virando para Greg.
- Tenho novas sobre o caso... conto enquanto vamos ao laboratório para descobrir corretamente, o que Wendy me passou.


                                                                     ~♥ ~

Ryan Miller, não teve uma infância como qualquer outra criança....na verdade sua vida não fora como a de uma pessoa comum.
Quando era apenas uma criança havia presenciado um cena terrível, cujo ele nunca conseguiu se esquecer.
Era um final de sábado quente e ensolarado, seu pai estava brincando com ele no quintal, porém quando entraram  para se refrescarem com uma limonada, perceberam que não estavam sozinhos...havia uma visita na sala, era um amigo conhecido da família, o senhor Matt Evan....Ryan se lembra de ele falar que gostaria de falar com seu pai em um local reservado, sua mãe que também estava na sala, havia mandado Ryan voltar a brincar. Ele viu os três adultos subirem as escadas e desaparecerem de sua visão, porém ele não obedeceu sua mãe, era uma criança muito curiosa, e subiu escondido atras.
 Ouviu vozes alteradas vindo do quarto de seus pais...derrepente as vozes foram ficando cada vez menos inaudíveis...quando ele percebeu que havia ficado um silêncio,ele se atreveu em abrir a porta, mas para a sua surpresa eles não estavam ali, mas a porta que dava para o piso subterrâneo estava aberta, ele pensou um pouco mas com a inocência de toda criança resolveu apenas dar o que ele chamava de "uma espiadinha", desceu um pouco os degraus, até poder ver, mas não poder ser visto.
Foi então que ele viu...sua mãe estava no canto, ela chorava...depois viu Matt a acariciando, a abraçando, ouviu algo como "foi preciso" e depois a beijou, oque eu fez com que os olhos de Ryan corressem por todo o local procurando pelo pai. Quando seus olhos encontraram, ele não soube distinguir os sentimentos que invadiram sua mente, seu pai estava caído ao canto oposto de onde sua mãe estava, estava em um enorme poça de sangue, e uma faca estava enfiada em seu peito.
Ryan podia ser apenas uma criança, ser inocente, mas não era burro, soube que seu pai havia acabado de ser assassinado, e sabia por quem. Ele subiu as escadas antes que pudesse ser visto, e saiu andando sem nenhum lugar especial em mente, mas chegando até o parquinho de uma  praça perto de sua casa, o sol começava a desaparecer sobre o horizonte, ele se sentou em balanço, muitas coisas passam por sua cabeça, seu pai estava morto, morto por um homem que ele chamava de amigo e sua mãe era cúmplice....sentiu um ódio mortal por sua mãe, e pelo assassino de seu pai. Ele amava tanto seu pai, e haviam o tirado dele, ele jurou a si mesmo, que iria se vingar.
Quando voltou para casa, viu que haviam muitos policiais, lembrava de sua mãe vindo o abraçar ouviu alguma coisa como "o meu filho onde você estava...eu o amo, tudo vai ficar bem", a cada palavra que ela pronunciava ele a odiava mais e mais. Depois ouviu sua mãe relatando aos policias, uma falsa história, de que ladrões teriam entrado na casa e matado seu marido, haviam levado jóias e dinheiro, ela chorava falsamente. Ryan tinha sido separado da mãe, policias faziam-lhe perguntas e colhiam sua digitais, e amostras de seu DNA.
Meses mais tarde, quando a policia já havia arquivado o caso como latrocínio, sua mãe se casará com o assassino de seu pai, e dessa união havia nascido uma criança, um fruto de ódio, uma garota cujo deram-lhe o nome de Brenda Evan.
Anos mais tarde, a família se mudou da casa, vendendo-a a um casal de senhores, Ryan passava a maior parte do tempo longe da família, os odiava como nenhuma outra pessoa podia imaginar, quando completou maior idade, foi embora. Anos mais tarde soube da morte de sua mãe, ele nem ligou... tempo depois da morte de Matt Evan, e por final que Brenda havia se mudado para a antiga casa da família. Foi então que soube que chegará a hora de se vingar, a hora perfeita, no local perfeito e com a vítima perfeita.
                                              ~♥ ~
           
Sara estava com apenas um vantagem sobre seu sequestrador, tinha ganhado mais tempo com a polícia a sua procura e assim adiado o que a esperava, cujo ela sabia que não era uma coisa boa, ela estava sentada no banco ao lado do assassino, ela havia sido puxada a força para um carro que ela nem mesmo tinha ídeia de onde estavam indo e ele havia quebrado o seu celular, e jogado pela estrada...o celular ela se lembrou, era única chance de encontra-la, pois era sua rastreação.
Mais alguns quilômetros e  ela percebeu que haviam deixado a cidade, estavam indo para um área longe da cidade, a vegetação escassa do deserto já era totalmente visivel aquele ponto, logo avistou um galpão, possivelmente estaria vazio. E estava.
Ryan Miller desligou os motores do carro, e ao sair, foi a outra porta buscar sua presa, puxou-a com violência, ela nem reagiu, provavelmente estava cansada....ele teria que esperar mais um pouco para que ela recobrasse suas energias. Ela não estava em seus planos, mas tinha sido um presente a ele, era uma chance dele escapar da polícia, ela era uma mulher bonita, e ele ansiava pelo momento em poder possuí-la.
Sara estava exausta, não sabia onde encontraria forças para lutar, quando Ryan finalmente a deixou sozinha, trancada em comodo do galpão vazio, ela só pensava em ser salva antes que algo a acontecesse, tempo depois começou a pensar em sua vida com Grissom. Ela o amava e isso era indiscutível, mas já sofrera muito por ele...na verdade ela já sofrera muito em toda a sua vida, quando seu pai morreu, ela era apenas uma criança, havia ficado sozinha muito cedo...havia apreendido lições da vida muito cedo, ela percebera que em toda sua vida ela se enganará dizendo a si mesma "Está tudo bem Sara..- quando na verdade não estava-...siga em frente", era sempre o que ela fazia seguir em frente e não tentar se relembrar do passado, porém isto era impossível, isto sempre a atormentará , por mais que tentasse ela não conseguia se livrar de tudo que a sufocava...ela não podia nem pensar em perder Grissom, perde-lo seria a pior coisa que lhe aconteceria...ela precisava dele, precisava dele para viver, ele sempre esteve do seu lado, ele sempre a confortará...perto dele era como se tudo ficasse mais fácil, como se todo os peso de suas costas ficasse leve, mas longe dele era como se ela saísse de um sonho para a vida real....ela estava cansada de seguir em frente e fingir que estava tudo bem, ela estava se sufocando tanto que tinha medo de se auto destruir....ou pior se auto destruir e Grissom estar lá para ver...então ela resolveu encarar oque lhe aguardava, provavelmente o sequestrador iria matá-la quando não precisasse mais dela, e por mais fria que pode-se parecer a ídeia, ela estava pronta para encarar a morte.
                                                                              ~ ♥ ~

No laboratório, todos estavam exaustos, precisavam pelo menos recobrarem um pouco de energia, por isso eles estavam se revesando para descansar, Catherine havia ido para casa, ver Lindsay e descansar um pouco, Warrick também havia ido descansar, Nick e Greg estavam na delegacia com Brass, prontos para qualquer novidade que surgisse.
  Grissom não conseguia descansar sabendo que Sara estava em perigo, resolvera ficar no laboratório, ir para casa só iria fazer com que as lembranças de Sara lhe tornassem ainda mais vividas em sua mente...seu perfume doce, seu toques, seus sorrisos...tudo isso ele se lembrava com mais intensidade a cada segundo longe da mulher que amava.
Quando na conferência forense, uma garota lhe chamou atenção, fazendo do-lhe tantas perguntas, ele nem ao menos poderia imaginar que aquela garota se transformaria na mulher de sua vida, que aquela mulher lhe despertaria um sentimento que ele nunca sentirá por mulher alguma, o amor, o amor verdadeiro...

 ~ ♥ ~
Grissom estava em seu escritório, tentando encontrar alguma coisa que pudesse ajudar a encontrar Sara.
  -Grissom! - chamou Archie na soleira da porta - perdemos o sinal do celular de Sara... provavelmente o assassino percebeu que podíamos rastrea-los, e se desfez dele.
 Ao receber a notícia, de que a única possibilidade de encontrar Sara se desfizera, foi como se alguém tivesse lhe dado um soco na boca de seu  estomago.
- O que vamos  fazer agora? - perguntou Archie
- Não sei Archie ...- essa era a pergunta que ele estava se fazendo no momento, o que iriam fazer agora?
Archie percebeu o abalo e desespero do chefe, realmente estavam ainda mais a cegas agora. Grissom se levantou, e saiu de seu  escritório, deixando o outro sozinho.
Ele se dirigiu até a sala de analizar evidências, em frente ao quadro de anotações do caso, começou a novamente rever  tudo que haviam conseguido sobre Ryan Miller até o momento, ele havia  lido e relido tudo aquilo tantas vezes que parecia até ter decorado, embora estivesse exausto seus olhos se mantinha bem abertos, ao contrario dos seus colegas que tiveram que descansar um pouco, pois os olhos teimavam em fechar. Estavam de fato todos esgotados, Grissom lia agora mais rápido cada linha dos depoimentos que Brass havia coletado, das pessoas que fizeram parte da vida ou que conheceram Ryan.
Estava lendo o 7º depoimento de uma vizinha, cuja a família dele havia tido, "ele costumava, sair...acho que não gostava de ficar muito com a família...era um garoto muito educado"quando  derrepente agora uma parte do relato da mulher se destacou em seus olhos muito azuis " ....quando perguntei a ele um dia onde ele ia, ele me disse que era no seu esconderijo secreto, um lugar que ele podia se sentir seguro..um dia resolvi segui-lo para descobrir onde era seu esconderijo, e descobri que era em um velho galpão perto do Desert Hills..imagine só, o garoto tinha um excelente esconderijo..quem descobriria? um galpão no meio do deserto..."
 "Como eu não percebi isso!" -pensou Grissom, talvez tivesse sido o cansaço que teria feito ele passar por despercebido essa valiosa informação, só poderia ser aquele lugar onde Sara estava, ele tinha que salva-lá,  andou mais depressa que pode pelos corredores do laboratório até o estacionamento, pegou seu carro e foi atrás de Sara.
Grissom chegou ao Desert Hills, avistou um velho galpão,  seu coração batia tanto que tinha a impressão que ele ia saltar pela sua boca, algo lhe dizia que estava prestes a ficar cara a cara com o sequestrador de Sara, embora ele estivesse com ódio mortal contra ele, tentaria não deixa-la transparecer, necessitava ser frio, caso deixasse suas emoções ou sentimentos tomarem controle sobre ele, não só ele correria perigo, mas Sara também.
                                                                    ~ ♥ ~
Antes de entrar no galpão, pegou seu celular e discou um número.
-Alô..-atendeu , a voz conhecida na outra linha, era de Catherine - Grissom? só um momento, deixa eu encostar o carro...estava voltando para o laboratório agora...pronto pode falar agora.
- Catherine, acho que sei onde Sara está, estou no local...-ele falava rápido, sua voz mostrava uma certa ansiedade e nervosismo- Desert Hills , você irá encontrar um galpão velho, presciso ir... -ele hesitou um momento- Sara precisa de mim. - e desligou
Antes que Catherine pudesse falar algo, percebeu que ele já havia deligado seu celular, "ele só pode ter ficado maluco!" - pensou ela - pegou seu celular e ligou para Brass, falou sobre a ligação de Grissom e a localização,  desligou, deu meia volta e agora estava se dirigindo ao Desert Hills.

~♥ ~
Grissom entrou no galpão, olhou para os lados a procura de Sara, ouviu passos e se escondeu como pode, viu Ryan Miller, abrir um porta , ele segurava um  prato com comida, depois de alguns minutos ele havia saído. Quando esse, desapareceu do campo de visão de Griss, ele não hesitou em ir até a porta, ao abri-lá foi como se seu coração não fosse aguentar.
-Sara!
 Ela estava sentada em um canto do comodo...estava fraca, ao ouvir seu nome da voz tão conhecida, ela se virou, Grissom estava na porta, ele havia vindo salva-lá.
- Grissom! - seus olhos se encheram de lagrímas , ele correu para ela , a abraçou bem forte e a beijou intensamente.
Quando seus lábios se separaram, Grissom olhou para ela, ela tinha alguns machucados, seu braço tinha algumas escoriações , que já começava a ficarem roxas.
-Vou matar esse desgraçado!
- Griss , onde está a policia?
- Já está a caminho querida.
- COMO? ....Grissom você entrou aqui sozinho! Você pelo menos está armado?
A pergunta o pegou de surpreso, ele não raramente carregava armas...não gostava delas. Mas havia pegado a sua, tateou sua cintura para encontra-lá, mas não encontrou nada, a não ser seu cinto.
- Droga!- praguejou ele- está no carro!
- Griss! atrás de você! - Gritou Sara.
Ryan Miller impunhava uma arma em direção ao casal.
-  Muito lindo...- sorriu com um profundo desdém- realmente não sabia que você Sara fosse tão importante assim quando a sequestrei...mas vejamos aqui...temos um herói para salva-lá, Gil Grissom.
 Sabe Sara , ainda tenho planos para você... - ele viu as veias de Grissom se intensificarem, ele estava ficando nervoso, "pobre coitado  pensou ele - mal sabe que está prestes a morrer" - provavelmente a polícia está a caminho...então vamos acabar logo com isso. Ele apontou para Grissom.
- NÃO! -gritou Sara
Ouve-se um estrondo, o barulho ambos conheciam bem.
Ryan havia disparado em direção Grissom...este nas mais minusculas frações de segundos já podia imaginar a dor, o queimar da bala ao penetrar em sua pele, e em tudo isso, ele percebeu que estaria morto....pior que isso, ele havia falhado, não conseguira salvar Sara, e agora ela corria maior perigo que antes.Porém não sentiu dor alguma, em vez disso viu Sara entrar em  sua frente, e cair em seus braços..."Sara... NÃO! - aquela sem dúvidas era a pior dor de todas.
~ ♥ ~
Sara reagiu a seus instintos, obedeceu a seu coração...não podia deixar Grissom morrer à sua frente sem nem ao menos tentar salvá-lo,  ele estava naquele lugar por culpa dela, então se jogou em frente ao seu amado, em segundos pode sentir a dor alucinante da bala entrando em sua pele...depois sentiu-se cair, e ser amparada por braços...braços que ela conhecia bem, viu os olhos muitos azuis dele, o homem de sua vida, ouviu mais três tiros e tudo ficou preto...
                                                                      ~ ♥~

Catherine Willows mal conseguia assemelhar o que via, quando entrou no velho galpão abandonado que Grissom estava com Sara nos braços, ela estava sangrando, "Meus deus! -pensou- chegamos tarde!" , andou mais alguns centímetros e percebeu que não estavam sozinhos, viu um homem, provavelmente Ryan Miller, apontava a rama para Grissom, antes que ele decidisse fazer qualquer coisa a mais, ela disparou...exatamente três tiros no peito de Ryan Miller.
Correu para Grissom e Sara, ele tinha lágrimas desesperadas caindo pelo rosto, segurava a mão dela.
- Eles já estão chegando...- ela se virou para Sara - aguente firme garota! você vai ficar bem!
Sara havia sofrido  ferimento de bala no abdômen e sangrava muito.
Ouve-se barulho de cirenes, homens armados entrando, Griss ouviu Cath gritar "CSI Ferida, paramédicos, RÁPIDO! - Depois disso foi afastado de Sara, ela havia sido colocada em uma maca, e estavam levando-a para fora.
Catherine que estava do lado do amigo, apertou seu ombro e disse:
- Ela vai ficar bem! ela é forte!
Grissom agradeceu com um aceno o apoio da amigas, e correu para fora, onde Sara estava sendo embarcada em um helicóptero.
-Eu vou com ela!- gritou ele, aos paramédicos, mal pode ser ouvido pelo barulho da elices.
                                                                ~ ♥ ~
- Griss...
Sara  não podia ter nada melhor para se ver quando acordou na cama do hospital, seus olhos encontraram o rosto de Gilbert Grissom, este que estava ao lado de sua cama segurando-lhe firmemente a sua mão.
Seus olhos azuis estavam lacrimejantes , ele soltou sua mão, e lhe depositou um suave beijo, quando a deixou olhou profundamente em seus olhos e disse:
- Sara...preciso te dizer uma coisa...depois de tudo isso,eu percebi que não consigo perdê-la, você é tudo para mim, eu te amo tanto...tanto - ele pegou sua mão - Sara Sidle não posso viver sem você, e quero você para sempre do meu lado... - colocou um lindo anel em seu dedo, era de ouro e continha um delicado diamante ao centro - você quer se casar comigo?
Ela não podia acreditar no que tinha acabado de ouvir, sentiu lágrimas caírem em seu rosto.
- Griss eu também tenho uma coisa para lhe dizer,- ela o encarava seriamente - não sei como..mas eu não o amo como eu o amava... - aquelas palavras pegaram Grissom de surpresa, foi como se seu coração tivessse sido esmagado, ela percebeu e com um sorriso contagiante disse:
- Eu o amo infinitivamente mais, sempre estarei contigo...mas  se quer se casar -ela o encarou- então vamos fazer isso!
Eles se beijaram tão intensamente que por pouco Grissom não tirou Sara da cama, eles riram com a situação, ainda rindo ela que olhava ao redor do quarto disse:
-É melhor me largar senhor Grissom - e insinuou para que ele olhasse para trás - acho que tenho mais visitas.
Toda a equipe estava porta.
-Não parem...voltamos depois - falou Catherine - só acho melhor guardarem toda essa empolgação, para quando Sara sair do hospital - e deu uma piscadela para o casal.
- Pode deixar, Catherine - falou Grissom
- Bem vamos indo, volt...
-Não - interrompeu Sara - quero que fiquem aqui!
Depois de todos cumprimentarem Sara, ela pediu a atenção de todos:
- Temos um comunicado...- ela olhou para ele - Grissom e eu vamos nos casar...
Todos soltaram exclamações de alegria.
-E quem serão os padrinhos? - perguntou Greg
- Bem.... - ela hesitou - os meus serão...você Greg, Nick e Warrick.
- E os meus- disse Grissom - serão você Catherine, Brass e  Doc. Robbins
- Se aceitarem - falou Sara.- seria uma honra.
- Eu to nessa Sarinha!- falou Greg animado
- Eu também - disse Warrick sorrindo
-Um pedido seu...não tem como não aceitar!- falou Nick dando lhe uma piscadela.
-Será uma honra - disse Brass cordialmente.
- Já não era sem tempo se casar néah Griss!- falou Catherine - é claro que eu aceito!
- Será uma honra para mim também...- falou por ultimo Doc. Robbins
Todos estavam sorrindo, a felicidade reinava entre eles...depois de tudo, tudo estava bem.

 Autora: Mylena
P.S. mil desculpas pela demora ;P

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Happy Birthday Sara Sidle!

esse sorriso encanta *-*

Pois é, hoje nossa tão querida personagem Sara Sidle faz aniversário, como minha personagem favorita é com muito amor e carinho que a desejo os mais nobres votos de aniversário!

*-*
 Sara está completando seus 39 anos...e olha que é 39 anos de muita história, de momento complicados e muito difícieis, mas também de momentos alegres e que eu acho que ela sem dúvidas guarda com muito carinho em sua memória. 
Ela é aquela personagem guerreira, que nunca se deixa vencer, é aquela CSI brilhante que sempre acha uma resposta para as evidências, aquela que tem opiniões própias e não se deixa influenciar,  é aquela que nos orgulha ao dizer, que a nossa personagem favorita se chama Sara Sidle...ela é aquela que conquistou o coração de um dos homens mais díficieis de ser conquistado : Gil Grissom


 Biografia:
 Nascida em 16 de setembro de 1972, Sara Sidle é filha de Laura Sidle e seu marido casal de ex-hippies da Baía de Tamales na Califórnia (biografia original, nunca mencionado no seriado). Sara tem um irmão mais velho ("One Hit Wonder" 3x14). Ela vivia em uma família onde os abusos eram constantes, assim como idas ao hospital. Quando ela era pequena, sua mãe esfaqueou seu pai até a morte ("Nesting Dolls" 5x13). Sara nunca enfrentou isto bem e ainda reage bastante em casos de violência doméstica. Sara então passou muitos meses em orfanatos ("No Humans Involved" 5x10) enquanto sua mãe foi mandada a um hospital psiquiátrico. ("Committed" 5x21) Sara foi adotada por Marie Ann Clarice que já tinha dois filhos os quais Sara chama de irmãos.

Sara foi uma "science geek" no segundo grau ("Bully For You"). Em 1984, o tribunal da Califórnia ouviu o caso "O povo vs. Laura Sidle w/2 em Modesto. ("No Humans Involved").
Sara é uma das mais brilhantes CSI's da equipe. Aos 16, ela ganhou uma admissão precoce em Havard ("CSI: Board Game"), onde ela conseguiu o Bacharelado em Teorias Físicas e mais tarde recebeu seu título de mestre na Universidade de Berkley (Biografia Oficial). Enquanto estava na escola, ela foi desenvolvendo sua vida social interagindo com outras pessoas. Isso inclui a viagem no Mile High Club o que foi "desprezível em vários aspectos" (Unfriendly Skies 1x09); de qualquer forma, ela continuou inapta o suficiente em seu lado pessoal a ponto de conversar sobre trabalho em seus encontros.
*-* linda!


Depois de formada, Sara se mudou para São Francisco e trabalhou com o Legista Local, onde ela conheceu o Dr. Gil Grissom durante uma palestra ("Toe Tags"7x03). A natureza do relacionamento deles foi ficando conhecida com o tempo, mas no primeiro episódio da série, ele definiu Sara como "uma amiga, alguém que eu confio". Mas ao desenrrolar da série há várias demonstrações amorosas entre os dois. Na 6ª temporada é confirmado um relacionamento entre os dois. 
*-*

Em 2000, Grissom chamou Sara como uma investigadora "de fora", para descobrir porque Warrick Brown deixou a cena do crime, resultando na morte de uma CSI novata Holly Gribbs ("Cool Change" 1x02). Sara tem trabalhado com os CSI's de Las Vegas desde então. Depois de oito anos de relacinamento em segredo (não sabemos o motivo) Grisson e Sarah assumi um romance na 8ª temporado, onde ele a pede em casamento, ela esta meio pertubado pois a pouco tempo foi quase vitima de um serial killer e está se questionando sobre sua profissão, deixa Grisson sem resposta e apenas com uma carta onde diz que nunca ira deixar de amá-lo. Ela só retorna no fim da 8ª temporada para ajudar no caso de Warrick Brown, que havia sido assassinado por um promotor. Na 9ª temporada, Grissom larga seu emprego e vai atrás dela. Já na 10ª temporada é revelado que Grissom e Sara estão casados.



*-* amooo

Algumas falas de Sara Sidle
Grissom: Sara Sidle!
Sara: It's me! =)
"Você não pode prender alguém por se casar com a pessoa errada."
"Acho que tenho medo de portas malas, no meu trabalho só encontramos uma coisa neles..."
"Sara: Eu perdi a cabeça 
Grissom: Isso tem aconteçido com frequência, sabe porquê?
Sara: Que diferença faz continuo despedida
Grissom: Faz diferença pra mim."
"Às vezes acho que inventamos Deus só pra ter quem culpar de nossos erros."
"É facíl carregas o coração quando não se está olhando nos olhos."
 Bem parabéns Sarinha! que você sempre continue com a gente nos episódios de CSI, porque você sempre estará aqui em nossos corações! We love you, Sara Sidle!



CSI - "Art Imitates life"

CSI - "A vida imita a arte" - 9x03




 A equipe investiga o assassinato de uma mulher encontrada morta em um parque, reapresentada para criar a vida e uma série de assassinatos seguem com o mesmo padrão. Um artista se torna um dos suspeitos quando eles descobrem que seus modelos posam como cadáveres em seus quadros. Ecklie contra uma nova CSI, Riley Adams e um conselheiro chega para ajudá-los a lidar com a morte de Warrick.


Não percam, CSI começa às 21:15 na Record!




quinta-feira, 15 de setembro de 2011

CSI - "The Happy Place"

amooooo essa cena *-* | GSR forever

Crying ;( 

Hoje, é o segundo episódio de CSI 9° temporada:
 "O lugar Feliz"
Nick e Catherine investigam o porquê uma mulher que estava prestes a se casar teria dado um "mergulho" para fora de sua varanda e suspeitam que um hipnotizador que rouba bancos pode estar envolvidos, Grissom investiga o brutal assassinato de uma mulher encontrada em um beco e fica mais díficl quando ele descobre que ela tem uma filha de dois anos desaparecida. Sara é confrontada por um caso antigo ("Forte Demais para Morrer" 1x16).

Sim pessoal, hoje o episódio além de tenso e ainda triste, tem GSR \o/ pois é, comemorem! GSR eeeeee' mas Sara vai embora =(
 Não percam, CSI na record às 21:15!

CSI teve boa estréia! =D

De acordo com o site "natelinha" (uol), CSI teve uma boa estréia, garantindo 12 pontos de média  com picos de 16, ficando assim na vice-liderança isolada do ranking do Ibope.

Bem que eu queria que CSI tivesse ficado na liderança por todo o tempo que "For Warrrick" estava passando, porém tá bom assim néah ;P... porque CSI é sempre 1° no nosso coração ->♥<-

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Is Today! - "For Warrick"

eeeeeeeeeeee' é finalmente hoje!
Depois de tanta ansiedade, nossa contagem regressiva chegou ao fim...hoje estréia a nona temporada, enfim a Record cumpri o prometido e irá exibir a tão sensacional e inédita temporada!






 Hoje porém não é apenas a estréia da 9° temporada, é também o episódio "For Warrick" (9x01), a continuação de "For Gedda" (8x17 | exibido ontem)...esse episódio definitivamente é um dos mais triste de todos os episódios exibidos de CSI, se não for o mais triste para alguns...a morte de Warrick é realmente uma grande perda para a equipe e também para nós.

Particularmente, algumas cenas sempre me marcaram mais, como por exemplo quando a Catherine chega a cena e vê Warrick morto, o choro dela é de arrepiar qualquer um, pois ele transmite toda a dor que ela deveria estar sentindo...além de ser definitivamente um ponto final em alguma chance que existia de ambos ficarem juntos, como muitos fãs sonharam.

Já Grissom, o episódio todo me marca, ele fica visivelmente muito triste e deprimido, pois Warrick era como um filho para ele, afinal Griss sempre "salvou" ele dos apuros...mas as suas palavras no funeral fazem qualquer um se emocionar.



E não dá para não falara de Warrick sem Nick, ambos eram  como melhores amigos, esses dois nos garantiram boas risadas, porém Nick se mostra mais frio nesse episódio, talvez seja assim que ele lhe de com a perda de uma pessoa querida, então não o critico.( pois já vi críticas a respeito de sua frieza ¬¬)
Em suma, a equipe toda deprimida é realmente algo muito difícil de se ver, e encarar o fato que Warrick foi morto e nunca mais aparece é algo que doí, e nem ao menos consigo encontrar palavras para dizer o quanto o episódio é triste.


 Porém, a todos (eu inclusive) que sentíamos muita, muita falta de Sara, nesse episódio ela volta!, claro ela tinha que voltar, embora a volta não seja por um motivo feliz, é muito, muito bom vê-la denovo sempre!

CSI Team, forever in our hearts! & Warrick sempre estará presente em nossos corações...

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Happy Birthday Louise Lombard!


Hoje,  a atriz Louise Lombard nascida em13 de setembro de 1970 em Londres (Inglaterra) , a Sophia Curtis de CSI,  está completando 41 anos! Então meus parabéns!  e tudo de bom =)


domingo, 11 de setembro de 2011

Bastidores =)

Quem não adora dar uma espiadinha, no que rola por trás da câmeras das gravações de CSI?
Então aqui estão algumas, para e todos aqueles que gostam de fotos  bastidores de CSI.





Que ver mais fotos? então entre : http://www.facebook.com/media/set/?set=a.146141895478830.32402.110860069007013